Após decepção no Paulista, Cássio vê Corinthians forte no Brasileiro

Apesar do otimismo demonstrado pelo goleiro, o time vem de uma campanha abaixo da média no Paulista. Com 24 pontos em 15 partidas, a equipe terminou no terceiro lugar do Grupo B

Comentar
Compartilhar
02 ABR 201412h44

Em uma campanha desastrosa, o Corinthians não passou da primeira fase do Campeonato Paulista. Após a decepção no torneio estadual, o goleiro Cássio acredita na possibilidade de disputar o Brasileiro de maneira competitiva, garantindo uma vaga na Copa Libertadores-2015.

“Nosso time é bom, competitivo e qualificado. O Campeonato Brasileiro é longo e contamos com peças de reposição no elenco, o que é importante para o torneio. Vamos poder brigar com os outros times pelo título e pela classificação à Libertadores”, afirmou.

Apesar do otimismo demonstrado pelo goleiro, o Corinthians vem de uma campanha abaixo da média no Campeonato Paulista. Com 24 pontos em 15 partidas (sete vitórias, três empates e cinco derrotas), a equipe terminou no terceiro lugar do Grupo B, atrás de Botafogo e Ituano.

“Tivemos uma sequência de seis jogos (sem vitórias), o que é inadmissível para um time como o Corinthians, com todo o respeito aos adversários”, afirmou Cássio em alusão à série de dois empates e quatro derrotas da equipe na primeira fase do Campeonato Paulista.

Após a decepção no Campeonato Paulista, o goleiro Cássio prevê o Corinthians forte na disputa do Brasileiro (Foto: Cristiane Mattos/Futura Press)

Após a decepção no torneio estadual, o Corinthians procura se reforçar para o Brasileiro. O time tentou contratar o volante Elias junto ao Sporting, sem sucesso. O meia Petros, do Penapolense, e o lateral-direito/volante Ferrugem, da Ponte Preta, estão na mira do clube.

O próximo jogo do Corinthians, válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, será contra o Atlético-MG, no dia 20 de abril, em Minas Gerais. Mero espectador da final do Paulista, Cássio vê o Santos como favorito, mas não descarta uma possível zebra do Ituano.

“Por ser uma equipe grande e ter disputado todas as finais do Paulista desde 2009, o Santos é o favorito, mas nem sempre o favorito ganha. O Ituano já provou isso ao eliminar o Palmeiras. Quem sabe a gente vê mais uma surpresa”, projetou o goleiro corintiano.