Após classificação, jogadores do Santos mandam recado: “Quem duvidou se deu mal”

Em jogo amarrado até os minutos finais, mas com amplo domínio do Peixe, o time de Robinho e companhia venceu por 3 a 0 e chegou a sétima semifinal seguida do Campeonato Paulista

Comentar
Compartilhar
12 ABR 201518h58

O Santos não deu chances ao XV de Piracicaba e fez sua parte, na Vila Belmiro, após a confirmação de vaga às semifinais de Corinthians, São Paulo e Palmeiras. Em jogo amarrado até os minutos finais, mas com amplo domínio do Peixe, o time de Robinho e companhia venceu por 3 a 0 e chegou a sétima semifinal seguida do Campeonato Paulista. Mais uma vez para enfrentar o São Paulo. 

Para Lucas Lima, o alvinegro provou definitivamente que é candidato ao título, mesmo após tantas dúvidas em cima do que o time poderia produzir neste início de temporada depois de uma pré-temporada tão conturbada. 

“Acho que se deu mal (quem não acreditou). Com humildade, a gente seguiu trabalhando e, quietinho, estamos brigando pelo título”, comentou o camisa 20.

“Agora as duvidas foram embora e começam a vir os elogios, e até mesmo falam em ganhar o título. A gente sabia disso, em cima de todas as dúvidas, no nosso elenco, nosso time nunca duvidou. Futebol proporciona isso, é legal, faz parte”, disse Ricardo Oliveira. 

O Santos não deu chances ao XV de Piracicaba e fez sua parte na Vila Belmiro (Foto: Mauricio de Souza)

A única vantagem do Peixe no clássico contra o São Paulo, no próximo fim de semana, é o fator casa. Como ficou à frente na tabela de classificação geral, o Santos poderá mais uma vez atuar na Vila Belmiro. 

“Agora vamos descansar, a gente tem jogo na quarta feira. No Paulista, é um clássico, jogo difícil, um grande time, mas, diante da nossa torcida, a gente se faz muito forte aqui, temos de prevalecer”, comentou o camisa 9, já lembrando da partida de volta pela primeira fase da Copa do Brasil, às 19h30 desta quarta-feira, contra o Londrina, de novo no estádio Urbano Caldeira. 

Com nove gols no Paulistão, Ricardo Oliveira, que vive uma novela sobre a renovação contratual com o clube, fugiu de polêmica e voltar a reafirmar sua intenção em seguir no time. 

“Não sei. Eu faço meu trabalho com muita paixão, muito prazer de vestir essa camisa novamente. Espero seguir marcando gols e fazer a alegria dessa torcida por muitos anos”, garantiu. 

Gabriel, que de artilheiro da temporada passada passou a ser apenas um reserva de luxo na equipe, enalteceu os poucos minutos que esteve em campo. 

“Eu tento entrar, ajudar, dei o passe para o Marquinhos Gabriel no pênalti, mas está bom, estou buscando meu espaço. O importante é o time, não o Gabriel”, explicou.