Após alta, Schumacher dá entrada em hospital suíço

A informação foi confirmada pelo porta-voz do local, Darcy Christen, que, no entanto, não deu maiores informações sobre o estado de saúde do ex-piloto alemão

Comentar
Compartilhar
16 JUN 201418h31

Horas depois de receber alta e deixar o hospital em que estava internado na França, nesta segunda-feira, o heptacampeão de Fórmula 1 Michael Schumacher deu entrada em um outro hospital, da Universidade de Lausanne, na Suíça. A informação foi confirmada pelo porta-voz do local, Darcy Christen, que, no entanto, não deu maiores informações sobre o estado de saúde do ex-piloto alemão.

Schumacher estava internado na cidade de Grenoble desde o dia 29 de dezembro do ano passado, quando sofreu um grave acidente de esqui. Nesta segunda-feira, no entanto, a representante do alemão, Sabine Kehm, surpreendeu ao anunciar que ele havia saído do coma e recebido alta do hospital francês.

A notícia gerou euforia no mundo do automobilismo e na Alemanha. Última equipe defendida por Schumacher, a Mercedes usou as redes sociais para se manifestar. "Notícias alentadoras esta manhã. Não podíamos pedir um melhor começo de semana. Siga lutando, Michael", escreveu em sua página no Twitter.

Schumacher estava internado na cidade de Grenoble desde o dia 29 de dezembro (Foto: Divulgação/Mercedes)

O ex-piloto, de 45 anos de idade, foi internado com graves lesões na cabeça poucas horas depois do acidente que sofreu nos Alpes franceses, na estação de esqui de Meribel, onde o capacete que usava chegou a rachar por causa do forte impacto que teve com uma rocha no momento da queda.

Com o alemão em estado grave, os médicos optaram por colocá-lo em coma induzido, para que seu cérebro pudesse repousar e que a inflamação e inchaço no local fossem reduzidas. Ele também foi operado para eliminação de coágulos de sangue, mas alguns deles estavam muito profundos. Por isso, ainda é uma incógnita a sua situação neurológica.