Governo SP

Antes do Mundial, Chelsea vai a campo de olho em dérbi de Manchester

Em crise, o técnico Rafael Benítez conta com forte rejeição da torcida e precisa lidar com a precoce eliminação da Liga dos Campeões.

Comentar
Compartilhar
08 DEZ 201202h23

Prestes a viajar para o Japão, o Chelsea terá uma importante partida neste sábado (08), contra o Sunderland, fora de casa. De olho no tradicional clássico da cidade de Manchester que será realizado no domingo, os Blues tentaram encerrar a sua péssima fase no Campeonato Inglês e conquistar uma nova motivação para o Mundial de Clubes da Fifa.

Em crise, o técnico Rafael Benítez conta com forte rejeição da torcida e precisa lidar com a precoce eliminação da Liga dos Campeões. Vencedores da última edição do torneio, os ingleses não repetiram o bom desempenho no torneio deste ano e foram eliminados ainda na fase de grupos. Já na Premier League, o time de Londres está na terceira colocação, com 26 pontos, e precisa torcer por um empate dos líderes para chegar à ponta.

“Nós temos que vencer o Sunderland para chegar um pouco mais perto dos primeiros colocados. Meu trabalho é concentrar a equipe e manter o pensamento de que se nós não chegarmos ao topo neste momento, conseguiremos nos aproximar mais para o fim do torneio. Temos grandes chances de começar a vencer os próximos jogos”, disse Rafa Benítez, que ganhou o reforço de Lampard e perdeu Terry para uma lesão no joelho.



Já o tradicional o clássico entre Manchester City e Manchester United será o principal destaque da rodada da 16ª rodada do Inglês. Além de ser um confronto onde a rivalidade já faz valer o ingresso, o choque vale a liderança da competição e promete parar a cidade e todo o país.

Atualmente o Manchester United aparece na liderança com 36 pontos, três a mais que o City, seu perseguidor mais direto e que luta pelo bicampeonato. “É um jogo de rivalidade e que eu, particularmente, não gosto de perder. O respeito ao City existe pela qualidade de seu elenco, mas não vamos abrir mão de lutar pela vitória e ampliar essa distância na ponta da tabela de classificação - disse o atacante Wayne Rooney, esperança de gols do United.

Pelo lado do City, o técnico Roberto Mancini trata a partida como uma verdadeira final de campeonato. “Vamos jogar em casa e precisamos da vitória. O United não pode abrir mais vantagem do que já tem, pois é um time perigoso e que costuma crescer na hora certa. É preciso ter atenção.”

Ao lado do Chelsea, com 26 pontos, o Tottenham jogará, como visitante, diante do Everton, que tem três pontos a menos, em choque direto por vagas nas próximas competições europeias. Com 21 pontos, o Arsenal recebe o surpreendente West Bromwich, que tem 26. O Liverpool, por sua vez, tentará manter a sua campanha de recuperação contra o West Ham.

Abaixo todos os confrontos programados para este fim de semana, respeitando o horário de Brasília:

Sábado
13h Arsenal x West Brom
13h Aston Villa x Stoke
13h Southampton x Reading
13h Sunderland x Chelsea
13h Swansea x Norwich
13h Wigan x QPR

Domingo
11h30 Manchester City x Manchester United
13h Everton x Tottenham
14h West Ham x Liverpool

Segunda-feira
18h Fulham x Newcastle
 

Colunas

Contraponto