Alta concorrência obriga corintianos a ‘não exagerarem’ no Carnaval

Não é oficial, mas já tem pelo menos dois dias de folga na agenda corintihiana no início da próxima semana, durante o Carnaval.

Comentar
Compartilhar
08 FEV 201311h10

O Corinthians ainda não oficializou, mas já tem na agenda a programação de pelo menos dois dias de folga geral no início da próxima semana, justamente quando é celebrado no Brasil  o feriado de Carnaval. As festas começam no sábado (9), quando o Timão recebe o São Caetano pela sexta rodada do Campeonato Paulista, e seguem até quarta-feira (13). Como o time não entra em campo no próximo meio de semana, os jogadores devem ter um descanso prolongado.

Os frequentes exageros de jogadores durante o Carnaval, surpreendentemente, não são temidos no Corinthians. Segundo o fisioterapeuta Bruno Mazziotti, nenhum atleta se arriscaria a curtir o feriado sem moderação e com chances de retornar aos treinos no CT Joaquim Grava longe de suas plenas condições físicas. A tranquilidade da comissão técnica de Tite é pelo fato de que está cada vez mais difícil conseguir um espaço no time titular.

“O calendário nos ajuda, porque esse período de folga é importante. Acabou calhando de termos o Carnaval, mas isso já estava no planejamento porque sabíamos que não teria rodada. Eles saíram de uma pré-temporada exaustiva, treinos pesados, e precisamos respeitar a condição de descanso. Vale lembrar que quando se joga em times grandes o nível de concorrência é alto e quem exagera sai atrás”, alertou o fisioterapeuta do Timão, em consenso com o técnico Tite.

Um inevitável exemplo é o do atacante Emerson, que costuma aparecer em eventos sociais com frequência, mas tem tido uma postura profissional ‘de primeira’, segundo Mazziotti. Temendo a concorrência de Pato, Guerrero, Romarinho e Jorge Henrique para, no máximo, três vagas, o Sheik faz até trabalho extra: “Ter mais peças de concorrência ajuda a elevar a condição de trabalho do profissional. Ele vem de férias, está com mais disposição e isso ajuda. Os jogadores querem estar todos no mesmo nível físico”.

Emerson Sheik tem se dedicado com muito afinco a não ficar para trás na briga por posição do Corinthians (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)