Alonso lamenta ausência na Austrália, mas diz aprovar decisão de médicos

"Será difícil não estar na Austrália, mas entendo as recomendações. Um segundo impacto em menos de 21 dias, não. Contagem regressiva para a Malásia", escreveu

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201515h20

Horas depois de a McLaren anunciar que Fernando Alonso não vai participar da prova de abertura da temporada 2015 da Fórmula 1, o GP da Austrália, ainda como um efeito do acidente sofrido por ele durante a pré-temporada, o espanhol usou as redes sociais para lamentar a sua ausência em Melbourne, na corrida marcada para 15 de março. Ele, porém, garantiu entender a cautela dos médicos.

"Será difícil não estar na Austrália, mas entendo as recomendações. Um segundo impacto em menos de 21 dias, não. Contagem regressiva para a Malásia", escreveu Alonso em seu perfil no Twitter, rede de microblogs na internet, destacando a previsão de que deve participar da segunda prova da temporada 2015 da Fórmula 1, o GP da Malásia, que será em 29 de março.

Alonso sofreu um forte acidente em 22 de fevereiro, em Barcelona no último dia da segunda semana de testes da pré-temporada da Fórmula 1, ficando por algumas noites internado em um hospital. O espanhol sofreu uma concussão em razão da batida e, apesar do próprio piloto e da McLaren garantirem que ele se recupera bem, Alonso não participará da primeira prova de 2015 por precaução, seguindo orientação médica, para evitar o risco de uma nova concussão.

O espanhol usou as redes sociais para lamentar a sua ausência em Melbourne (Foto: Associated Press)

Na semana passada, em uma entrevista em Barcelona, Ron Dennis, o presidente da McLaren, evitou garantir a presença de Alonso no GP da Austrália, mesmo ressaltando que o espanhol estava se recuperando bem, destacando que ele havia ficado de fora dos últimos testes da pré-temporada da Fórmula 1 somente por precaução. E o próprio Alonso divulgou um vídeo em que se declarava "completamente bem".

Agora, porém, a sua ausência em Melbourne está confirmada. Assim a reestreia de Alonso pela McLaren, equipe pela qual competiu em 2007, está adiada. E o espanhol será substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen, que vai formar a dupla de pilotos da equipe com o inglês Jenson Button no GP da Austrália.