Ainda sem Guerra em campo, Verdão prioriza treino de fundamentos

O venezuelano se apresentou na manhã de domingo ao Verdão mas foi liberado para resolver questões burocráticas em São Paulo

Comentar
Compartilhar
16 JAN 2017Por Gazeta Press15h30
Eduardo Baptista tem feito trabalhos intensos na pré-temporada do PalmeirasFoto: Fernando Dantas/Gazeta Press

O técnico Eduardo Baptista comandou nesta segunda-feira uma atividade de aproximadamente duas horas de duração para aprimorar fundamentos do elenco palmeirense. Foram quatro as ausências no treino realizado no gramado da Academia de Futebol, entre elas o recém-chegado Alejandro Guerra.

O venezuelano, contratado do Atlético Nacional-COL, se apresentou na manhã de domingo ao Verdão. Ele deixou a Academia de Futebol antes do início das atividades desta segunda-feira para resolver questões burocráticas em São Paulo, como a obtenção do visto de trabalho no consulado de seu país.

O atacante Willian também foi liberado dos trabalhos para resolver problemas particulares. Já o zagueiro Yerry Mina passou toda a manhã nas dependências internas do CT. Assim como Guerra, o defensor colombiano voltou de férias no domingo e prioriza os trabalhos físicos antes de participar dos exercícios no campo.

A comissão técnica ainda deixou o meia Moisés fora do treinamento no gramado. O jogador tirou a manhã para fazer um reforço muscular e não chegou a calçar chuteiras nesta manhã.

Eduardo Baptista iniciou o dia com um treino voltado para a marcação em espaços curtos. Ele separou os jogadores em grupos e comandou uma espécie de “bobinho” com dois atletas tentando tomar a bola dos demais. Michel Bastos mostrou desenvoltura na hora de trocar passes, enquanto Hyoran apresentou uma boa percepção defensiva.

Em seguida, Eduardo Baptista trabalhou as chegadas ofensivas pelas duas laterais do campo. Alecsandro foi o grande destaque nesta parte do treino, convertendo a maioria das chances de gol. Lucas Barrios também teve desempenho satisfatório. A dupla disputa a vaga deixada por Gabriel Jesus no ataque, sendo que o favoritismo está com o brasileiro.

As atividades terminaram com um trabalho voltado para a troca de passes e dribles. O meia Cadina, que treina com o time após a disputa da Copa São Paulo de Juniores, deu um susto na comissão técnica ao cair de mal jeito no gramado. Ele machucou o ombro e teve de deixar o campo para receber um tratamento.

O Palmeiras voltará a trabalhar na Academia de Futebol na tarde desta segunda-feira, em atividade com portões fechados para a imprensa. Os treinos desta semana visam ao amistoso beneficente que será disputado no próximo sábado, contra a Chapecoense, na Arena Condá. A partida será a primeira oportunidade de ver como o Verdão se comportará no esquema 4-1-4-1 que Eduardo Baptista deseja implementar.