Aguirre veta ida de Diego Souza com São Paulo a Argentina

Contratado nesta temporada para substituir Lucas Pratto, o atacante fica no Brasil por opção do treinador Diego Aguirre, que só pode relacionar 18 atletas na competição internacional

Comentar
Compartilhar
10 ABR 2018Por Folhapress12h20
O plano de Diego Souza era mostrar serviço no São Paulo para garantir uma vaga na seleção brasileira, que vai disputar a Copa do Mundo na RússiaFoto: Rubens Chiri/São Paulo FC

Longe de seus melhores dias no São Paulo, Diego Souza não foi relacionado para viajar para a Argentina, onde o time faz a sua estreia na Copa Sul-Americana, na quinta-feira (12), contra o Rosario Central.

Contratado nesta temporada para substituir Lucas Pratto, o atacante fica no Brasil por opção do treinador Diego Aguirre, que só pode relacionar 18 atletas na competição internacional.

Assim como os demais jogadores que não estão na lista para o confronto, Diego Souza segue treinando em São Paulo, no CT da Barra Funda.

A tendência é de que Aguirre comece a partida com o colombiano Tréllez, Nenê e Marcos Guilherme no setor ofensivo. Brenner surge como o mais cotado para ficar no banco de reservas.

O São Paulo desembolsou R$ 10 milhões para tirar Diego Souza do Sport no início desta temporada. O jogador, de 32 anos, chegou com a responsabilidade de assumir a camisa 9 tricolor após a transferência de Lucas Pratto para o River Plate, da Argentina.

O plano de Diego Souza era mostrar serviço no São Paulo para garantir uma vaga na seleção brasileira, que vai disputar a Copa do Mundo na Rússia.

No entanto, o jogador ainda não conseguiu emplacar uma boa sequência no time tricolor. No total, ele disputou 16 partidas e marcou três gols.

Diego Souza passou a ser ainda mais questionado após ter uma atuação abaixo do esperado e perder um pênalti na decisão da semifinal do Campeonato Paulista, contra o Corinthians.