Advogado diz ter liminar que suspende pagamentos da Caixa ao Timão

A liminar foi concedida pelo juiz Altair Antonio Gregório, da 6ª Vara do Tribunal Regional Federal do Rio Grande do Sul

Comentar
Compartilhar
28 FEV 201320h04

Uma ação popular, movida pelo advogado Antonio Beiriz, suspendeu os pagamentos da Caixa Econômica Federal ao Corinthians. O clube e seu principal patrocinador dizem ainda não ter sido notificados, mas Beiriz afirma ter uma liminar que impede qualquer repasse do banco.

A liminar, que pode ser contestada e eventualmente cassada, foi concedida pelo juiz Altair Antonio Gregório, da 6ª Vara do Tribunal Regional Federal do Rio Grande do Sul. Ele viu legitimidade na argumentação do advogado de que o contrato de patrocínio do banco estatal a uma instituição privada é lesiva ao patrimônio publico.

“Não representa nada para o banco estampar o nome na camisa de um time, a Caixa não passa a ser conhecida por isso. Quem ganha é só a instituição privada que visa o lucro, o Corinthians. Patrocinar um clube de futebol não dá retorno nenhum”, afirmou Antonio Beiriz à Rádio Globo.

O advogado disse ter entrado com uma ação para receber informações sobre o contrato, que renderia R$ 30 milhões por ano ao Alvinegro. Como não obteve resposta que julgou satisfatória, pediu a liminar concedida no Rio Grande do Sul.

“A Caixa nunca me tirou as dúvidas. O juiz pediu as informações para a Caixa, também não deram. Isso me autoriza a entrar na Justiça”, contou Beiriz, prevendo uma tentativa de cassação da liminar por parte do clube, que pode continuar exibindo a marca do banco. Por ora, só não pode receber por isso.

Romarinho e Zizao no evento de lançamento da camisa do Corinthians (Foto: Divulgação)

Apesar de todo esse esforço para saber detalhes sobre o negócio entre Caixa e Corinthians, Antonio Beiriz disse que desconhecia os acordos do banco estatal com outros clubes, como Atlético-PR, Figueirense e Avaí. Gremista, afirmou que tomaria a mesma atitude se o patrocinado fosse o seu time.

O advogado, então, foi lembrado que o principal patrocinador do Grêmio é o Banrisul. “Mas o Banrisul é uma sociedade anônima, apesar de ter uma parte do Estado do Rio Grande do Sul, sim”, respondeu.