Abidal ficará internado para avaliar possível retorno ao futebol

Jogador francês ficará de três a quatro dias internado para realizar exames que avaliarão a evolução do transplante ao qual foi submetido em 2012.

Comentar
Compartilhar
23 JAN 201315h59

O Barcelona anunciou nesta quarta-feira (23) que o francês Eric Abidal vai ficar de três a quatro dias internado em um hospital de Barcelona para realizar exames que avaliarão a evolução do transplante de fígado a que foi submetido em abril do ano passado. Dos resultados destes testes depende a volta do jogador para o futebol.

O francês de 33 anos está sem atuar desde fevereiro de 2012. Há cerca de um mês, ele revelou que pode nunca mais jogar futebol. "Meu objetivo é voltar. Estou feliz porque me sinto bem. Não tenho que assumir riscos porque eu tenho uma família. Eles vêm em primeiro lugar e então eu. Se eu conseguir atingir meu objetivo, perfeito, senão vou viver com a minha família e com as pessoas que eu amo", disse ele, na ocasião, ao jornal espanhol Marca.

Pouco depois, porém, em 19 de dezembro, Abidal fez o seu primeiro treinamento com o elenco do Barcelona após se recuperar da cirurgia. Mas ele segue sem ser relacionado pelo técnico Tito Vilanova.

No início de 2012, exames mostraram a necessidade de um transplante no fígado, que exigiu esse tempo de afastamento do jogador. (Foto: Divulgação/ FC Barcelona)

Abidal havia passado por uma cirurgia para remoção de um tumor no fígado em fevereiro de 2011. Após uma rápida recuperação, voltou a jogar no final daquela temporada e participou inclusive da decisão da Liga dos Campeões da Europa, quando o Barcelona venceu o Manchester United. No entanto, exames realizados no início de 2012 mostraram a necessidade de um transplante, que, desta vez, exigiu mais tempo de afastamento.

O novo procedimento colocou a carreira do lateral em risco, mas, como na primeira cirurgia, ele respondeu bem ao procedimento e sua recuperação foi acelerada. O Barcelona tem evitado fazer previsões para o seu retorno, que agora depende dos exames desses próximos dias. O clube pediu que a imprensa respeite a privacidade do francês.