Sesi-SP e CBRu assinam parceria para desenvolvimento do rugby em sete unidades

Inicialmente, os ensinamentos e valores do rugby serão oferecidos para cerca de 100 professores e 200 alunos entre 6 e 17 anos do Programa Atletas do Futuro (PAF)

Comentar
Compartilhar
25 JUN 2021Por Da Reportagem10h55
No Brasil, a prática do Rúgbi atraiu público durante as OlimpíadasNo Brasil, a prática do Rúgbi atraiu público durante as OlimpíadasFoto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O rugby nacional deu mais um passo dentro do Sesi-SP após firmarem na tarde desta quinta-feira (24), uma parceria para desenvolver a modalidade em unidades de sete cidades paulistas: Indaiatuba, Votorantim, Osasco, Jacareí, Campinas, Taubaté e Tatuí. O convênio de cooperação técnica com a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) foi assinado pelo presidente do Sesi-SP, Paulo Skaf, pelo superintendente do Sesi-SP, Alexandre Pflug, pelo presidente do conselho de administração da CBRu, Martín Jaco, e pelo diretor de desenvolvimento e torneios da confederação, Renato Occhionero.

Inicialmente, os ensinamentos e valores do rugby serão oferecidos para cerca de 100 professores e 200 alunos entre 6 e 17 anos do Programa Atletas do Futuro (PAF), desenvolvido pelo Sesi-SP há três décadas e que engloba mais de 20 modalidades olímpicas.

"A partir de agora selamos nosso compromisso de apoiar o fomento do rugby junto aos jovens e incorporar seus valores ao nosso projeto pedagógico", destacou Skaf.

A parceria possibilitará incentivar a prática do rugby por meio de oficinas e aulas nas unidades do Sesi-SP. Também haverá espaço para os profissionais de ambas as entidades desenvolverem conjuntamente estudos científicos na área do esporte de alto rendimento.

"O momento é muito especial pois vamos com a seleção feminina para a segunda participação em Jogos Olímpicos e agora teremos a oportunidade de utilizar nosso esporte na formação cidadã de muitas crianças e adolescentes e ao mesmo tempo desenvolver uma base de atletas usufruindo da estrutura consolidada da extensa rede do Sesi", completou Martín Jaco.