Retorno das aulas presenciais é adiado na rede municipal de Bertioga

O retorno que estava previsto para o dia 10 de maio, deve acontecer de forma gradual até o fim de maio, com restrições para cada faixa etária

Comentar
Compartilhar
07 MAI 2021Por Da Reportagem19h13
O retorno presencial nas escolas estaduais está permitido. As unidades devem respeitar o limite máximo de 35% de ocupação das salas.O retorno presencial nas escolas estaduais está permitido. As unidades devem respeitar o limite máximo de 35% de ocupação das salas.Foto: Divulgação/PMB

O início das atividades presenciais nas escolas municipais de Bertioga foi adiado. A decisão foi tomada com base na taxa de ocupação dos leitos da UTI Covid que está em 70% e atendendo à solicitação do sindicato dos professores, tendo em vista que alguns trabalhadores da educação com mais de 47 anos ainda estão recebendo a segunda dose do imunizante e outros já vacinados aguardam o período necessário para a resposta imunológica.

O retorno que estava previsto para o dia 10 de maio, deve acontecer de forma gradual até o fim de maio, com restrições para cada faixa etária. Todas as unidades escolares passam por vistoria, realizada pela Vigilância Sanitária.

Pensando na segurança dos alunos e profissionais da educação, o Município investiu na aquisição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como máscaras – que foram distribuídas aos alunos, professores e profissionais da educação, álcool em gel, e outras medidas necessárias, como a demarcação de todas as salas de aula conforme os protocolos sanitários.

O retorno presencial nas escolas estaduais está permitido. As unidades devem respeitar o limite máximo de 35% de ocupação das salas, além de todos os protocolos sanitários, como uso de máscara fácil e álcool em gel.

Nas escolas particulares e de cursos livres, como de idiomas, profissionalizantes e informática, está mantida a permissão das atividades presenciais, desde que observada à taxa máxima de ocupação de 40% e seguindo todas as medidas sanitárias.