Por meio da arte, crianças de Guarujá desenvolvem suas potencialidades

A exposição de portfólios na rede municipal de educação infantil termina no próximo dia 8

Comentar
Compartilhar
21 OUT 201314h59

Melhor do que produzir um bom trabalho é ver o resultado dele exposto e reconhecido. Em Guarujá, alunos e profissionais da rede municipal de educação infantil desfrutam desse momento. Por meio da arte, toda prática pedagógica desenvolvida pelos educadores está sendo transmitida aos pais, familiares e à comunidade do entorno das unidades.

A iniciativa da Secretaria de Educação vem sendo realizada em 19 unidades de pré-escola; 15 núcleos de educação infantil (Neims), pelo Grupo Atividades Motoras e Ações Recreativas (AMAR), além de 19 Núcleos Conveniados (Neics). A programação teve início em 19 de agosto e termina no próximo dia 8.

Na última quinta-feira (17) foi a vez do Núcleo de Educação Infantil Conveniado (NEIC) Caminho da Luz – onde estudam crianças de 2 a 3 anos e 11 meses – receber a exposição que circula desde agosto nas unidades de educação infantil da rede municipal.

A unidade escolar preparou um café da manhã acolhedor e realizou uma reunião informal recheada de arte e conhecimento para receber os pais, familiares, professores e alunos na abertura da exposição dos portfólios.

A coordenadora pedagógica dos Núcleos de Educação Infantil Conveniados (NEIC) do Município, Sandra Bueno, destaca a importância da ação. "É um momento enriquecedor do registro das ações, ideias, experiências e opiniões sobre o ensinar e aprender de nossa Cidade".

Pela primeira vez de forma itinerante, o objetivo da exposição dos portfólios é de favorecer a apreciação dos educadores, familiares e comunidade para o conhecimento das atividades que as crianças realizam. “As crianças aprendem construindo. Convidamos os pais para presenciar o que as unidades conveniadas da Prefeitura realizam com os alunos”, diz Sandra.

Segundo a diretora do Neic Caminho da Luz, Maria Fernanda de Almeida Lima, durante a produção do portfólio, as crianças sorriam e transmitiam encantamento. “Eles estavam sentindo prazer em criar uma arte. Alegria em executar a atividade com as mãozinhas sujas de tinta”, conta. Juntamente com os portfólios está um robô e um peixe artesanal criado pelas crianças com bolinha de papel amassada e material reciclável.

A diretora ressalta ainda, que se não houvesse a parceria da Prefeitura com as entidades conveniadas e subvencionadas seria difícil a realização de ações como essa. "Por meio dessas atividades os pequenos aprendem a ter autonomia, segurança, compartilhar, dividir, respeitar o próximo, conviver e trabalhar em grupo, através das brincadeiras”.

Com isso, as crianças criam condições para desenvolver suas potencialidades. Dirma Massão é bisavó da pequena Dafine Cristine Massão Santos Dias e se encantou pela exposição. “Meus filhos e netos também passaram pelo NEIC Caminho da Luz. É lindo ver essa aprendizagem diferente, que estimula a criatividade das crianças”, diz.

A opinião do pai de Lucas Rodrigues, Edicarlos da Silva Andrade, não é diferente. Ele considera importante esse tipo de atividade. “Meu filho está aprendendo a ser independente por meio da escola. Tudo isso que está sendo feito é uma forma de aprendizado que ele levará para vida toda”, conta.

Todas as atividades e ações realizadas com os alunos das redes de educação infantil municipal são desenvolvidos a partir dos eixos da matriz curricular. Dentro das áreas de formação social e pessoal e conhecimento de mundo cada unidade escolar desenvolve seus eixos de estudo.

Para a secretária de educação da Cidade, Priscilla Bonini, a atividade destaca a participação dos pais na vida escolar dos filhos. “Esta é mais uma oportunidade criada pela Seduc de trazer os pais para dentro da unidade. É o momento de fazê-los conferir os belos trabalhos realizados pelos alunos que se expressam através da arte de uma maneira singular e de modo muito especial. Nossa rede tem grandes jovens artistas”.