Obras na UME Avelino da Paz Vieira prometem mudanças para equipe e alunos

A UME Avelino da Paz Vieira é reformada para dar mais conforto a estudantes e acessibilidade às pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção.

Comentar
Compartilhar
29 JAN 201411h30

A UME Avelino da Paz Vieira (rua Sete de Setembro, 22, Vila Nova) está passando por reforma para dar mais conforto aos estudantes e acessibilidade às pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção. No prédio, formado pelo térreo e mais dois pavimentos, a maior intervenção ainda em execução é a construção da estrutura metálica para instalação de um elevador.

No primeiro andar, a antiga cozinha foi adaptada para funcionar como uma dispensa de alimentos e transferida para a área do antigo refeitório, que recebeu novo forro e uma rampa de acessibilidade. Ao lado, onde havia uma quadra foi construído um novo refeitório, com capacidade para abrigar cerca de 160 alunos.

Segundo o chefe do Departamento da Administração da Região Central Histórica Luiz Antônio Rosas Neto, a entrada principal, que dá acesso ao pavimento superior, recebeu uma cobertura metálica. A Secretaria de Educação (Seduc) determinou a realização dos serviços, bem como o seu custeio, no valor de R$ 1.107.483,29. 

No prédio, formado pelo térreo e mais dois pavimentos, a maior intervenção ainda em execução é a construção da estrutura metálica para instalação de um elevador

Obra está na fase de acabamento

Nesta segunda-feira (27), mais de 40 funcionários trabalhavam para erguer a estrutura do elevador até o segundo andar do prédio, na pintura externa e interna; na revisão hidráulica e colocação de revestimentos e piso nos sanitários; na revisão elétrica com troca da cabine de entrada de energia devido ao aumento de carga pela futura instalação do elevador, além de efetuar limpeza geral. Orçada em R$1.100.000,00, a obra é realizada por empresa contratada. O projeto de reforma foi elaborado pela pasta de Infraestrutura e Edificações.

Outras melhorias

- Construção de mais dois sanitários (um masculino e um feminino), dois vestiários e sanitário para pessoas com deficiência
- Construção de copa e área de convívio para funcionários
- Colocação de piso tátil de alerta e direcional na escola
- Troca do telhado do corredor central do segundo andar por telha, para propiciar mais conforto térmico e acústico
- Substituição do piso danificado e de todas as portas das salas de aula.

Foto: Susan Hortas