Mostra Cultural encerra Projeto que conta a história de Guarujá

Alunos trabalharam com diversas formas de expressão cultural, contando a história de Guarujá

Comentar
Compartilhar
13 NOV 201315h18

Contar a história de Guarujá através da arte, incentivando os alunos do Município à prática da cidadania. Com este objetivo foi desenvolvido ao longo do ano o projeto “Guarujá, histórias a contar, maneiras de expressar...”. Uma Mostra Cultural encerrou o calendário de apresentações do projeto na última semana, na Escola Municipal Professora Myriam Terezinha Millbourn, em Vicente de Carvalho.

A ação nas escolas municipais é realizada por meio da Secretaria de Educação, pensando na qualidade do ensino e na formação de futuros cidadãos conscientes de sua história.

Através da música, pintura, teatro e literatura, os alunos da escola trabalharam o tema do projeto, além de outras atividades que fazem parte do projeto político pedagógico da unidade, de forma diversificada e interdisciplinar.

A discussão do bullying na apresentação teatral e a inclusão, com participação de alunos autistas e deficientes visuais, ressaltou a importância do respeito mútuo e mostrou que a diferença une a todos. A comunidade marcou presença, prestigiando o rico trabalho das crianças.

Herdeiros do futuro, como diz a canção de Toquinho cantada por eles, os alunos deram um exemplo de preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade. O material usado nas maquetes, totalmente reciclado, retrataram pontos turísticos fazem parte da história da Cidade.

A diretora da unidade Myriam Terezinha, Telma Jacinto da Rocha, destaca o envolvimento de todos, o que fez com que o encerramento das atividades deste ano fosse um sucesso. A interdisciplinaridade e a participação dos pais são outros pontos importantes segundo Telma, pois a união de todos faz com que a educação seja passada de maneira plena.

“A escola é isso, a união do trabalho de todos. Não existe melhor lugar para conhecer diferenças culturais que a escola. Estou orgulhosa da equipe da escola e a Mostra foi um sucesso, ficou maravilhosa.”

O professor de artes, Neilton dos Santos, ressaltou o envolvimento dos alunos nas aulas de música. Eles apresentaram diversas canções e também tocaram instrumentos. “Trabalhamos com instrumentos e com a questão rítmica. Eles se envolveram 100% e a apresentação foi excelente.”

Atenta às apresentações e registrando tudo em sua câmera fotográfica, a mãe da aluna Gabrielly, do 5º ano, Simone da Silva Santos, disse que adora participar das atividades da escola e que isso é importante para a educação da filha. “Achei maravilhoso, a apresentação foi muito interessante. Minha filha esperou toda a semana por essa festa.”

Na ocasião foi entregue o livro de trovas, fruto do trabalho em conjunto realizado entre a escola e a União Brasileira de Trovadores de Santos. O trabalho foi um incentivo à literatura e a presidente da entidade, Carolina Ramos, disse estar satisfeita com o resultado.

“Achei esplendido! O trabalho com as crianças foi muito bom. A trova é o gênero poético que mais se aproxima do povo. A escola é pioneira e está de parabéns. Nossa intenção é que aflore nas crianças o gosto pela escrita.”

Para a coordenadora do projeto “Guarujá, histórias a contar, maneiras de expressar...”, Gislene Canfild, a escola trabalhou muito bem o tema proposto e conseguiu unir todas as formas de expressões artísticas. “Eles falaram muito bem do tema e o projeto foi encerrado com chave de ouro. A comunidade foi participativa e isso também é muito importante.”

O secretário adjunto de Educação, Juarez Mendes de Azevedo, ressaltou o envolvimento de todos no trabalho de incentivo à leitura, conhecimento da história de Guarujá e respeito à natureza. “O projeto político pedagógico foi posto em prática, amarrado a questões necessárias para o bem comum, que é a educação de qualidade. Cumprimento a todos pelo rico trabalho desenvolvido.”