Inscrições para cursos profissionalizantes podem ser feitas até hoje

Parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico oferece a alunos do Ensino Médio 13 opções de formação voltadas ao mercado de trabalho. São oferecidas 20 mil vagas

Comentar
Compartilhar
08 ABR 201413h16

Os alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino têm até hoje, dia 8 de abril, para se inscreverem no programa “Via Rápida – Educação Integral”. No total, são ofertadas 20 mil vagas nos cursos profissionalizantes que serão oferecidos pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. As inscrições devem ser feitas no Portal da Educação.

O projeto é atrelado ao Programa Via Rápida Emprego do governo paulista, e oferece 13 opções de formação diferentes em áreas como "Cuidando de Idosos", "Agentes de Turismo", "Gestor de Projetos Sociais" e "Organizador de Eventos". As aulas com o foco no mercado de trabalho são para a 3ª série do Ensino Médio, complementar à grade regular de ensino, o que amplia a jornada dos estudantes na rede estadual.

No total, as vagas são distribuídas em 330 escolas estaduais, de 135 municípios diferentes, sendo 8.500 oportunidades na capital e Grande São Paulo e outras 11.500 no interior. As unidades foram selecionadas por terem estrutura que comporte ao menos duas turmas extras - de 30 alunos em cada sala - disponíveis para o "Via Rápida".

O prazo para as inscrições termina hoje e aulas terão início entre este mês e o início de maio. Para se inscreverem, os alunos precisam ter CPF. Após a conclusão dos cursos, todos os participantes recebem certificados de qualificação profissional e podem ser encaminhados a programas remunerados de estágios.

Os alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino têm até hoje, dia 8 de abril, para se inscreverem no programa “Via Rápida – Educação Integral” (Foto: Divulgação)

"Com o Via Rápida, criamos mais uma opção para aumentar a permanência dos nossos alunos na escola, seja por meio de um currículo diferenciado ou de cursos profissionalizantes que o preparem para o mercado. Fortalecemos o compromisso com a educação integral, pedagógica e social dos estudantes", afirma a secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Além do "Via Rápida - Educação Integral", os diversos programas que ampliam a permanência dos alunos nas escolas da rede estadual somam em média de 250 mil alunos já contemplados.  Uma destas ações é o Novo Modelo de Ensino Integral, presente hoje em 182 escolas e com 55 mil estudantes de Ensino Fundamental II e Médio atendidos.

O número atual é 11 vezes maior comparado aos 5 mil alunos participantes no início do programa em 2012. Estas unidades oferecem estrutura com laboratórios, disciplinas eletivas e gratificação de 75% sobre o salário-base dos profissionais atuantes por causa da dedicação exclusiva.

Outro exemplo de jornada estendida é oferecida pelo Vence, programa que desde a criação já têm 65 mil matriculados. Nele, o estudante da rede acessa o Ensino Médio e, no horário oposto, cursos técnicos variados fornecidos por instituições conveniadas. Há ainda os 229 Centros de Estudos de Línguas (CELs) em que o aluno pode cursar até 7 idiomas diferentes: inglês, espanhol, alemão, italiano, japonês, mandarim, francês. No ano passado, os centros chegaram a 68 mil participantes.