Aumento na busca por cursos de capacitação pode elevar concorrência em vagas de emprego

Cerca de 1,7 milhão de brasileiros fizeram matrículas em cursos online no período

Comentar
Compartilhar
28 OUT 2020Por Da Reportagem14h55
O setor de redes educacionais apresentou, no primeiro trimestre de 2020, um crescimento de 3,5%Foto: Divulgação

Se a pandemia da Covid-19 empurrou todo mundo para dentro de casa, isso parece ter aberto portas para profissionais que buscavam novas oportunidades ou precisaram se reinventar. Com diversos cursos online e sendo oferecidos gratuitamente ou com descontos significativos, o setor de redes educacionais apresentou, no primeiro trimestre de 2020, um crescimento de 3,5% comparado ao mesmo período de 2019, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising.

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), cerca de 1,7 milhão de pessoas fizeram matrículas em cursos durante o período de isolamento social. Para o gestor de Ação e Responsabilidade Social do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), Ozires de Oliveira, esse aumento foi resultado do estímulo do mercado e de colegas. “Todos tivemos um amigo que compartilhou algum link de cursos online ou que começou algo novo na pandemia. Essa motivação e estímulo fizeram a diferença para que a população visse a importância de se manter atualizado”, explica. 

Para Ozires, o aumento na qualificação terá efeito nos processos seletivos no mercado de trabalho. “Com a disponibilidade e acessibilidade de cursos online e, principalmente, a participação elevada da população, os concorrentes para futuras oportunidades de emprego estarão ainda mais qualificados e com diferenciais relevantes do currículo”, ressalta.