Venda de autos e comerciais leves sobe 0,98% em janeiro, aponta Fenabrave

Os dados mostram ainda um aumento de 1,57% nas vendas totais do setor automotivo, na comparação com igual mês do ano passado

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201419h53

A venda de automóveis e comerciais leves totalizou em janeiro 299.768 unidades, o que representa uma alta de 0,98% na comparação com janeiro de 2013 e uma queda de 10,77% perante as vendas de dezembro. Os dados, divulgados nesta segunda-feira, 03, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), mostram ainda um aumento de 1,57% nas vendas totais do setor automotivo, na comparação com igual mês do ano passado. No confronto com dezembro, no entanto, a soma de emplacamentos de todos os segmentos, de 463.233 unidades, representa retração de 10,33%.

Segundo o presidente da entidade, Flavio Meneghetti, a expansão das vendas de janeiro, perante o mês de 2013 pode ser explicada pela demanda por carros que ainda tinham a alíquota mais reduzida do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI. "Os estoques contavam com veículos ainda com desconto no IPI, e esse foi o fator relevante para o crescimento de 0,98%", explicou Meneghetti.

O segmento de duas rodas apontou emplacamento de 133.552 unidades, uma queda de 4,93% em relação a dezembro mas uma expansão de 5,71% no comparativo com janeiro de 2013.

A venda de automóveis e comerciais leves totalizou em janeiro 299.768 unidades (Foto: Divulgação)

Caminhões e Ônibus

Os setores de caminhões e ônibus, juntos, apresentaram retração de 28,27%, no comparativo entre dezembro e janeiro e de 12,02% na comparação com janeiro de 2012. Considerando apenas o emplacamento de caminhões houve queda de 25,28% na passagem de dezembro para janeiro, com licenciamento de 10.836 unidades. No confronto com janeiro de 2013, as vendas caíram 11,7%. No caso ônibus, as 2.015 unidades vendidas representaram recuo de 40,96% perante dezembro e de 16,77% na comparação com janeiro do ano passado.

O cômputo do segmento de tratores e máquinas agrícolas somou 3 306 unidades em janeiro, resultando em declínio de 42,96% ante dezembro e retração de 37,35% no confronto com janeiro do ano passado.