Superávit em 12 meses é inferior ao estimado por Mantega

Enquanto os Estados registraram superávit de R$ 13,184 bilhões, os municípios alcançaram um resultado positivo de R$ 4,631 bilhões

Comentar
Compartilhar
29 NOV 201313h25

As contas do setor público acumulam um superávit primário de R$ 67,890 bilhões em 12 meses até outubro, o que é o equivalente a 1,44% do Produto Interno Bruto (PIB). O esforço fiscal caiu em relação a setembro, quando o superávit em 12 meses estava em 1,58% do PIB ou R$ 74,100 bilhões.

O superávit em 12 meses está bem abaixo não só da meta de 3,1% do PIB fixada para este ano, como também da estimativa do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de alcançar um saldo positivo de 2,3% ao final de 2013.

O esforço fiscal no acumulado em 12 meses foi feito com a ajuda de um superávit de R$ 53,964 bilhões do Governo Central (1,14% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um saldo positivo de R$ 17,815 bilhões (0,38% do PIB). Enquanto os Estados registraram superávit de R$ 13,184 bilhões, os municípios alcançaram um resultado positivo de R$ 4,631 bilhões. Já as empresas estatais registraram um déficit de R$ 3,889 bilhões nos 12 meses em questão (0,08% do PIB).

 O superávit em 12 meses está bem abaixo não só da meta de 3,1% do PIB fixada para este ano, como também da estimativa de Guido Mantega (Foto: Agência Brasil)