Procon-Dieese apura alta de 0,37% no preço da cesta básica na cidade de São Paulo

O grupo Alimentação subiu 0,50% no período e o grupo Saúde aumentou 0,55%. O grupo Limpeza caiu 0,02% e o item Higiene Pessoal recuou 0,38%

Comentar
Compartilhar
09 ABR 201518h45

O preço médio da cesta básica paulistana subiu 0,37% em uma semana, passando de R$ 423,74 no dia 2 para R$ 425,31 nesta quinta-feira, 9. O levantamento foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese) por encomenda do Procon-SP. No mês, a cesta básica acumula queda de 0,03% e nos últimos 12 meses, elevação de 5,27%.

O grupo Alimentação subiu 0,50% no período e o grupo Saúde aumentou 0,55%. O grupo Limpeza caiu 0,02% e o item Higiene Pessoal recuou 0,38%. Dos 31 produtos que compõem a cesta básica 16 tiveram seus preços aumentados, 14 diminuíram e um ficou estável.

O preço médio da cesta básica paulistana subiu 0,37% em uma semana (Foto: Agência Brasil)

Dentre as altas, os destaques foram batata, cujo preço subiu 7 49% o quilo; margarina, 3,91% o pote de 250 gramas; extrato de tomate, 3,56% a embalagem de 340-350 gramas; cebola, 3,29% o quilo; e água sanitária, 2,04%. As quedas foram registradas nos preços do biscoito de maisena (3,25% o pacote de 200 gramas), ovos brancos (3,25% a dúzia), açúcar refinado (3,12% o pacote de 5 quilos), papel higiênico (2,30% o pacote com quatro unidades) e café em pó (2,10% o pacote de 500 gramas).