FEMINICIDIO

IPCA-15 de maio teve a maior alta para o mês desde 2016

Em maio daquele ano, o IPCA-15 avançou 0,86%

Comentar
Compartilhar
24 MAI 2019Por Estadão Conteúdo10h55

Apesar de desaceleração, a alta de 0,35% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) de maio, ante 0,72%, foi a maior variação para o mês desde 2016, informou nesta sexta-feira, 24, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em maio daquele ano, tinha avançado IPCA-15 avançou 0,86%.

Os grupos Saúde e cuidados pessoais (com alta de 1,01%) e Transportes (avanço de 0,65%) tiveram os maiores impactos de alta, contribuindo com 0,12 ponto porcentual, cada um, com o IPCA-15 de maio.

Nos gastos com saúde, houve uma leve desaceleração em relação a abril (1,13%), mas a alta foi puxada pelos remédios (2,03%), "refletindo parte do reajuste anual, em vigor desde 31 de março, com teto de 4,33%", segundo a nota divulgada pelo IBGE. 

Nesse grupo, foram destaque as altas no plano de saúde (0,80%). Os artigos de higiene pessoal desaceleraram: após ficarem 2,61% mais caros em abril, subiram 0,62% em maio.

Colunas

Contraponto