Inflação para pessoas de renda mais baixa foi de 0,47% em outubro, diz Ipea

Nos 12 meses encerrados em outubro, a inflação da população mais pobre ficou em 2%, enquanto a dos mais ricos, em 3,5%

Comentar
Compartilhar
16 NOV 2017Por Estadão Conteúdo21h01
Em outubro deste ano, a menor faixa teve uma variação positiva de 0,47%Foto: Divulgação/GovBR

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) lançou nesta quinta-feira, 16, um novo índice mensal para medir inflação por faixa de renda, em uma escala de seis níveis entre R$ 900 (Muito Baixa) e R$ 9.000 (Muito Alta).

Em outubro deste ano, a menor faixa teve uma variação positiva de 0,47%, enquanto a alta renda registrou 0,40%. Já nos 12 meses encerrados em outubro, a inflação da população mais pobre ficou em 2%, enquanto a dos mais ricos, em 3,5%.

De acordo com o Ipea, a análise da inflação por faixa de renda mostra que, apesar de generalizado, o processo recente de desinflação beneficiou de forma mais intensa as famílias de menor poder aquisitivo.

Nenhum dos vários índices que já são publicados tem uma visão mais específica de cada grupo, que tem hábitos de consumo bem diferentes e que podem ter variações diferentes. "Isso pode ajudar políticas púbicas e ajustes salariais", disse o órgão.