X

Economia

Gasolina da Petrobras atinge maior valor desde o início dos reajustes diários

Na sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro

Folhapress

Publicado em 29/08/2018 às 18:05

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Impulsionado pela alta do dólar, o preço da gasolina vendida pela Petrobras atingirá, nesta quinta (30), o maior valor desde que a empresa passou a praticar reajustes diários, em julho de 2017 / Agência Brasil

Impulsionado pela alta do dólar, o preço da gasolina vendida pela Petrobras atingirá, nesta quinta (30), o maior valor desde que a empresa passou a praticar reajustes diários, em julho de 2017. Na sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro.

O recorde anterior, do dia 23 de maio, era de R$ 2,0867 por litro. Naquele período, porém, o principal fator de pressão era a cotação internacional do petróleo, que rondava a casa dos US$ 79 (R$ 286, na cotação da época) por barril. O dólar custava R$ 3,625.

Agora, a desvalorização cambial, motivada por incertezas eleitorais e com relação ao cenário econômico para países emergentes. Na terça (28), a moeda americana fechou a R$ 4,15, a terceira maior cotação diária desde o Plano Real. O petróleo fechou em US$ 75,95 (R$ 315, na cotação atual).

Em agosto, o preço da gasolina vendida pelas refinarias da Petrobras acumula alta de 7,1%. Mas dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) mostram que ainda não houve repasse para o consumidor.

Na semana passada, a gasolina custou em média no país R$ 4,429 por litro, queda de 0,24% com relação ao verificado na semana anterior. No mês, a queda acumulada é de 1%, puxada pela redução do preço do etanol anidro, parte da mistura vendida nos postos.

Congelado desde o início de julho, o preço do diesel nas refinarias também deve apresentar alta nesta sexta (31), quando será iniciada nova etapa da terceira fase do programa de subvenção criado pelo governo federal para pôr fim à paralisação dos caminhoneiros.

Com a escalada do dólar, o subsídio de R$ 0,30 por litro já não é suficiente para cobrir os descontos dados pelas produtoras e importadoras de diesel. 

Nesta quarta (29), por exemplo, o preço de venda estabelecido pelo governo está R$ 0,49 abaixo do preço de referência usado pela ANP para o cálculo da subvenção -que varia diariamente de acordo com o câmbio e as cotações internacionais, simulando preços de mercado.

De acordo com as regras da subvenção, a ANP definirá na sexta o preço de venda para os 30 dias seguintes.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Trabalhador cai de andaime e morre em Bertioga

Ele estava reparando o telhado da quadra da Escola Estadual professor Archimedes Bava quando sofreu o acidente

Esportes

De algoz a novo reforço? Santos quer Breno Lopes para jogar a Série B

Jogador marcou o gol da vitória alviverde na Libertadores de 2020

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter