X

Economia

Dólar tem alta pelo segundo dia consecutivo e encerra cotado a R$ 3,74

A moeda norte-americana também encerrou ontem em alta (+0,26%), apesar de registrar uma queda acumulada 8,06% até a última sexta-feira (19)

Agência Brasil

Publicado em 25/10/2018 às 00:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O dólar fechou em alta pelo segundo dia consecutivo / Agência Brasil

O dólar fechou em alta pelo segundo dia consecutivo, com valorização de 1,24% cotado a R$ 3,7422 para venda. A moeda norte-americana também encerrou ontem em alta (+0,26%), apesar de registrar uma queda acumulada 8,06% até a última sexta-feira (19).

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão em queda de 2,62%, com 83.063 pontos.

As ações das principais companhias acompanharam a tendência, com Petrobras registrando queda de 1,98%, Vale com desvalorização de 4,09%, Ambev perdendo 4,45% e Bradesco com menos 2,40%.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Frente fria, te amo: tempo muda e calor dos infernos vai embora

Aqui quem escreve este texto é o estagiário. E vou comemorar o fim do calor sim

Nacional

Lula assina lei que regulamenta motoristas de aplicativo

Os motoristas vão passar a receber pelo menos um salário mínimo como proporção pelas horas trabalhadas e compensação pelos custos de atividade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter