Bit 'quem'? Desvendando os mistérios do Bitcoin

Assunto do momento, o Bitcoin foi criado por Satoshi Sakamoto para ser uma alternativa às moedas centralizadas, que se mostraram frágeis e dominadas por bancos e governos

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2017Por Da Reportagem13h00
O 'Bitcoin' é assunto bem atual, mas ainda é uma palavra estranha para muita gentFoto: Reprodução

Carolina Lagoa
É CFO Witec It Solutions.
Responsável pela área de inovação, investimentos e marketing digital na companhia, com 11 anos no mercado de tecnologia

Apesar de ter sido criado há quase uma década, o “Bitcoin” é assunto bem atual, mas ainda é uma palavra estranha para muita gente. Nosso objetivo é desmistificá-lo, explicando como funciona e quais suas vantagens e desvantagens. Assunto do momento, o Bitcoin foi criado por Satoshi Sakamoto para ser uma alternativa às moedas centralizadas, que se mostraram frágeis e dominadas por bancos e governos depois da bolha imobiliária de 2009. Tratar o Bitcoin como forma de pagamento virtual é o erro mais comum cometido pelos leigos (nós)!!

O Bitcoin é dinheiro, um tipo de moeda como o Dólar ou o Real. Mas o seu diferencial principal é ser totalmente digital, intitulada como “Criptomoeda”.

“Coin”, em inglês, significa moeda e o termo “bit” é usado corriqueiramente para indicar algo relacionado a computadores. Daí o nome dessa novidade que, por ser protegida por criptografia de blockchain, tem a mesma funcionalidade das notas de dinheiro em espécie: não tem como ser rastreada e se está em sua posse, você é o dono.

Mas Carol, como o Bitcoin é moeda se a gente não pode guardar na carteira?  
Pode sim! Mas em uma carteira virtual, tudo rodando e funcionando no mundo digital.

Como eu faço para comprar Bitcoins?
Basta realizar um cadastro em algum site de carteiras digitais como Coinbase, BitPay ou Mercado Bitcoin, que será a sua “carteira digital”. Esse programa irá gerar um “código” que será, então, usado para comprar ou vender mais Bitcoins ou para fazer transações como compra e venda espalhadas pelo mundo inteiro.

Como são geradas as Bitcoins?
A emissão dessa moeda, diferentemente de todas as outras, não é controlada por um órgão central. Ela é produzida por milhões de supercomputadores mantidos por usuários chamados de “mineiros” e que emprestam a capacidade das suas máquinas para gerar a moeda e registrar as transações feitas por elas no blockchain.

Como as pessoas lucram com BitCoins?
Seguindo uma regra geral de mercado, o valor da BitCoin varia de acordo com o binômio oferta x demanda. Como o número de pessoas usando essa moeda está crescendo cada vez mais ao redor do mundo, a cotação está cada ano mais alta, e já bateu o patamar histórico no mês passado, fechando outubro de 2017 valendo mais de 4 mil dólares. Diante desse cenário, a compra e venda da própria moeda pode ser uma fonte de lucro.

Alguns especialistas em mercado financeiro acreditam que essa enorme valorização da moeda é uma “bolha” econômica e, se estourar, o valor do Bitcoin irá despencar!

Já outra corrente acredita que, com o aumento dos adeptos, a alta de sua valorização é uma tendência para o próximo ano.

Enquanto a moeda em si é um passo interessante da descentralização do controle do mercado por governos e grandes bancos, há grandes dúvidas sobre a sua validade e legitimidade como alternativa às moedas tradicionais, já que seu valor não é baseado em algo palpável e seu uso muitas vezes é associado à atividade criminosa irrastreável.

Uma coisa é certa: a tecnologia do blockchain que veio com o Bitcoin é um marco na história e mostra que organização econômica em um mercado descentralizado é possível SIM!

“Dindin” em forma de tecnologia...Quem diria né?
Até a próxima!
[email protected]