Bendine renuncia à presidência da Petrobras

A expectativa é que Pedro Parente, indicado para o cargo pelo governo interino, tome posse nesta terça (31)

Comentar
Compartilhar
30 MAI 2016Por Folhapress22h00
O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, apresentou sua carta de renúncia nesta segunda-feira (30). A expectativa é que Pedro Parente, indicado para o cargo pelo governo interino, tome posse nesta terça (31)O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, apresentou sua carta de renúncia nesta segunda-feira (30). A expectativa é que Pedro Parente, indicado para o cargo pelo governo interino, tome posse nesta terça (31)Foto: Divulgação

O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, apresentou sua carta de renúncia nesta segunda-feira (30). A expectativa é que Pedro Parente, indicado para o cargo pelo governo interino, tome posse nesta terça (31).

O nome de Parente ainda será validado pelo Conselho de Administração, que aguarda resultado do teste de integridade feito pelo comitê de remuneração e sucessão da companhia.

Em carta dirigida aos empregados da companhia, Bendine agradece o apoio durante sua gestão e lista algumas das "vitórias" durante sua gestão.

"Da ameaça de apagão financeiro, chegamos a um caixa robusto, superior a R$ 100 bilhões. Essa marca é resultado direto do corte nos investimentos e do enxugamento nos custos operacionais", disse o executivo, que classificou o momento em que tomou posse, em fevereiro de 2015, como "tempestade perfeita".

"Não bastasse a queda aguda nos preços do petróleo, fomos obrigados a enfrentar forte desvalorização do real frente ao dólar e lidar com as descobertas da Operação Lava Jato, que revelou um conjunto de crimes praticados contra a companhia", afirmou.