X
Economia

4 dicas para o dinheiro deixar de ser tabu dentro de casa

Estudos revelam que assunto ainda não é 100% falado de forma natural entre familiares

Conversar sobre dinheiro ainda é considerado um grande tabu / MARCELLO CASAL JR/ AGÊNCIA BRASIL

Em muitos círculos, conversar sobre dinheiro ainda é considerado um grande tabu. Porém, no Brasil, um levantamento realizado pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Banco Central, mostrou que esse cenário pode estar mudando - 85% dos entrevistados afirmaram falar de gastos e ganhos em casa.

Para Thaíne Clemente, Executiva de Estratégias e Operações da Simplic, fintech de crédito pessoal online, essa mudança de cultura pode ser motivada pela pandemia, quando as famílias acabaram vivendo uma convivência forçada, e, precisaram aprender a falar sobre finanças para entender as reais necessidades do lar nessa situação de crise". As pessoas precisam entender que é extremamente importante falarmos sobre dinheiro dentro de casa. Aliás, é o lugar crucial para falarmos disso e ensinarmos nossos filhos. Compartilhar a situação financeira com seus familiares, principalmente aqueles que moram e dividem contas com você, faz com que juntos possam desenvolver um plano, controlar gastos e até conseguir poupar para outras metas e conquistas pessoais", explica Thaíne

Pensando nisso, ela elenca 4 dicas para fazer o assunto dinheiro deixar de ser um tabu em casa. 

1.Falar sobre salários

Quando existe uma relação sólida dentro de casa, principalmente entre um casal, é importante que falem sobre os salários, podendo, assim, dividir de forma justa os gastos. "Esse formato diminuirá os riscos de uma das partes se endividar, além de criar uma relação de maior confiança entre ambos", completa Thaíne.

2.Compartilhem faturas

É claro que é importante que cada pessoa tenha sua individualidade e compras pessoais que não quer compartilhar, mas, em um planejamento financeiro familiar, é recomendado que falem sobre os boletos, faturas e pagamentos de cada mês, podendo inclusive ajudar um ao outro quando um dos lados estiver mais apertado.

3.Deixe a situação clara para os filhos 

"Temos que entender que falar sobre dinheiro com os filhos não é dizer a eles o quanto ganha e quais são as contas da casa. É sobre ensiná-los a ter um planejamento com o dinheiro que eles ganham, seja da avó, dos pais, de uma mesada, de um tio, ou seja, transmitir ética e valores sobre prioridades, necessidades e conquistas", comenta a especialista.

Uma outra forma também interessante de ensinar é por meio de desenhos ou filmes que falem sobre o assunto de forma leve e descontraída. Por fim, é importante saber negar alguns pedidos que extrapolam suas finanças, explicando o motivo disso. 

4.Tenham metas e poupem dinheiro

Para Thaíne, todos podem e devem ter sonhos, metas e objetivos de conquistas que dependem de questões financeiras, como viagens ou bens materiais. "Ou seja, isso também deve ser falado entre as pessoas da casa, para que todas possam compartilhar juntas de um sonho, sejam eles iguais ou diferentes, incentivando um ao outro a poupar um determinado valor por mês e ajudando nas contas necessárias, sem perder de vista as prioridades", conclui ela. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Turismo ecológico é tema de três cursos gratuitos oferecidos pelo Governo Federal

Inscrições seguem até esta sexta (20); Cursos estão disponíveis em plataforma online

Guarujá

Restaurado, carro fúnebre de Santos Dumont será destaque de exposição em Junho

Veículo, famoso por transportar o corpo do Pai da Aviação, que faleceu em Guarujá, passou por restauro em Santos e retorna à Cidade

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software