Roda SP retoma atividades e retorna para Baixada Santista

Com quatro trechos diferentes, turistas poderão conhecer pontos históricos e culturais até o dia 17 de fevereiro.

Comentar
Compartilhar
19 DEZ 201214h59

Facilitar e incentivar o acesso de cidadãos paulistas por todo o Estado são com os ônibus do Roda SP, programa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo que retoma as atividades  na próxima sexta-feira (21) e estende-se até o dia 17 de fevereiro contemplando a Baixada Santista.

Com quatro trechos diferenciados, o turista conhecerá a diversidade histórica e cultural entre os municípios de Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, Santos, Cubatão, São Vicente, Guarujá e Bertioga que estarão ordenados pelos temas: Calor no Coração; Bem Receber; Navegantes e Caminhos do Mar.

Vale lembrar que o Roda SP é um programa itinerante, que percorre diversas regiões do Estado e por apenas R$ 10,00, o usuário compra uma passagem que, nesta edição, será em forma de cartão eletrônico com sistema RFC (Near Field Communication) que permite a comunicação entre dois aparelhos por meio de radiofrequência, e que terá a duração de 24 horas, permitindo a possibilidade de subir e descer nos ônibus quantas vezes o passageiro quiser. Serão 32 pontos espalhados por toda a rota, sendo 16 equipados com monitores de plantão que darão todo o apoio ao sistema operacional.  

O Roda SP é um programa itinerante, que percorre diversas regiões do Estado. (Foto: Divulgação)

Para o secretário de Turismo, Claudio Valverde, os ônibus também trazem um impacto econômico para onde vão. "O Roda SP vai muito além de um city-tour comum. O turista pode pegar um ônibus no Guarujá, descer em São Vicente e almoçar na Ilha Porchat. Depois, pegar outro ônibus e passar o fim da tarde no Gonzaga, em Santos. É um produto turístico extremamente útil e barato, que facilita o passeio dos viajantes e redistribui o fluxo de pessoas entre as cidades vizinhas”, informa Valverde.

Nesta edição, o Roda SP, disponibilizará de uma frota de 16 ônibus, alguns com acessibilidade com plataforma móvel. Essa frota permitirá que a cada desembarque que o turista fizer, terá aproximadamente uma hora para embarcar no próximo ônibus.

É importante destacar que este programa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, edição Baixada Santista contará com 70 profissionais, sendo 16 guias de turismo, 32 monitores de campo, dois supervisores, quatro analistas de tráfego, além da equipe técnica da Secretaria Estadual de Turismo.