'Wilker era uma figura realmente exemplar', diz ministro Celso Amorim

"Era um homem que estava ligado ao cinema e ao teatro desde o inicio dos anos 1960, uma figura realmente exemplar" disse Amorim

Comentar
Compartilhar
05 ABR 201419h58

O ministro da Defesa, embaixador Celso Amorim, lamentou hoje (5) a morte do ator e diretor José Wilker, que morreu em casa, nesta manhã, aos 66 anos. Amorim, que presidiu a antiga estatal brasileira Embrafilme no governo militar de João Baptista Figueiredo, disse que Wilker fará muita falta.

"Para me lembrar de algo da minha época, ele foi o ator principal do Bye Bye Brasil [filme lançado em 1979 e dirigido por Cacá Diegues], que foi um dos grandes sucessos da época em que eu presidi a Embrafilme. Era um homem que estava ligado ao cinema e ao teatro desde o inicio dos anos 1960, uma figura realmente exemplar de ator, de dedicação ao trabalho, que, obviamente, vai fazer muita falta", disse Amorim.

O ministro visitou o Rio neste sábado para formalizar o emprego das Forças Armadas no Complexo da Maré em uma reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o comandante do Exército, Enzo Martins Peri, e o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

O ministro visitou o Rio neste sábado para formalizar o emprego das Forças Armadas no Complexo da Maré (Foto: Divulgação)