'Todo Universo Conspira' tem estreia dia 8 de abril em Santos

Espetáculo do multi-instrumentista Zero Beto traz à cena o diálogo entre a música e o cinema, e faz referência à Comédia Dell' Arte

Comentar
Compartilhar
06 ABR 2018Por Da Reportagem20h15
Zero Beto estreia no próximo dia 8 de abril seu mais novo espetáculoFoto: Divulgação

Uma poética da consciência universal para que a humanidade possa celebrar suas semelhanças ao invés de apontar suas diferenças. É com esse escopo que o músico multi-instrumentista Zero Beto estreia no próximo dia 8 de abril seu mais novo espetáculo: 'Todo Universo Conspira', que poderá ser prestigiado às 20h, no Estúdio Tescom (Av. Rodrigues Alves, 195, Macuco), em Santos-SP.

O trabalho apresenta o diálogo entre a música e o cinema, com referências cênicas da Comédia Dell' Arte, vertente teatral popular surgida na Itália, mostrando que a arte tem sua função social de romper paradigmas, ultrapassar fronteiras, quebrar tabus, extinguir diferenças e provocar reflexões.

Partindo do conceito de working in progress, o show audiovisual traz a música com seus mais diferentes timbres e a poesia do cinema universal, revelando a maturidade artística do músico após seus últimos dois espetáculos que também seguem a linha da dialogicidade entre linguagens - o Circo Fellini - Um homem Só-Noro (2016) e o Nas Trilhas Do Cinema (2013).

Com sensibilidade e delicadeza, traços marcantes do trabalho de Zero Beto, o espetáculo tem concepção do artista, apaixonado pela sétima arte, que desta vez dividirá o palco com os também músicos Amanda Pais e Lenon Rodrigues. O trio se debruça sobre a obra há um ano, com pesquisa, ensaios e construção dos arranjos que compõem a trilha sonora.

"Criar uma consciência universal é um exercício. O meu próprio trabalho de unir música e imagem me faz encontrar as conexões que unem as pessoas. Ainda dividimos tudo e todos em fragmentos, posições, crenças, gêneros, fronteiras, raças e cores. Mas sempre existirá um ponto em que nos encontramos e nos tornamos iguais. O que nos conecta?", questiona o artista, partindo da ideia de que toda pessoa já é um universo. "São muitos universos interagindo".

Instrumentos e repertório

'Todo Universo Conspira' conta com recursos multimídia, tendo duas projeções simultâneas ao longo de 50 minutos de espetáculo. Ao todo são 18 instrumentos musicais no show, que apresenta de clássicos dos Beatles a repertório de brasileiros como Arnaldo Antunes e Sérgio Brito, artistas que atuam com a temática da consciência universal. E ainda quatro canções próprias de Zero Beto e de Jaques Morelenbaum (filme Central do Brasil), que contracenam com o cinema expressionista em filmes como Poesia Sem Fim e Kubrick. "Não se trata de um desfile de instrumentos. Cada um deles tem sua fala, seu timbre, seu som. Saltitamos entre eles, entre sons e imagens", diz o artista.

A temporada do espetáculo conta com a parceria da Escola Verde que Te Quero Verde e da Music Storie. Informações sobre ingressos, a R$ 15, pelos telefones (13) 98199-5767 e (13) 99105-9439.

Zero Beto, o artista

Com mais de 25 anos de experiência, Zero Beto, natural de Juazeiro do Norte (CE) e santista de coração, é músico multi-instrumentista, educador e pesquisador. Por meio de suas pesquisas, desenvolveu projetos que envolvem uma oficina de musicalização infantil ("Envelope Sonoro") e três espetáculos performáticos ("Nas Trilhas do Cinema", "Circo Fellini" e "Bloco de um Homem Só"). Entre 2005 e 2013, trabalhando com o Orgone Grupo de Arte, aprofundou suas pesquisas cênicas sonoras e participou de mais de 12 peças como músico-ator, produtor e diretor musical, tendo atuado inclusive em festivais por todo o Brasil e em Portugal.