Teatro e exposições agitam a Baixada neste final de semana

A mostra Sempre Santos traz paisagens da cidade retratadas por Miriam Alvim

Comentar
Compartilhar
07 SET 2018Por Da Reportagem10h00
Exposição transforma as paisagens da cidade em telasExposição transforma as paisagens da cidade em telasFoto: Divulgação

A agenda do fim de ­semana está repleta de atrações para todos os públicos na Baixada Santista. Entre as principais atrações está o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos. Mas, também tem exposições diversas.

‘Quase cinquenta tons de cinza’ em Itanhaém

Quem gosta de comédia não pode deixar de comparecer ao Centro de Convenções Miguel Reale (Rua Sebastião das Dores, 29, Praia dos Pescadores) no sábado (8), às 20h. Isso porque o livro ‘Cinquenta tons de cinza’ ganhou nova forma na peça teatral ‘Quase cinquenta tons de cinza’ e será apresentado em Itanhaém. Os ingressos serão trocados por 1 kg de alimento não perecível, revertido ao Fundo Social de Solidariedade. O evento tem apoio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes.

A produção da comédia é parte de um projeto intitulado ‘Cultura Solidária’, e a direção do espetáculo é de Vitor Branco, o personagem ‘mafioso’ do programa “A praça é nossa”, do SBT. A classificação indicativa da peça é 14 anos, e o espetáculo é uma paródia leve e descontraída do bestseller, focada no comportamento do personagem principal Christian Grey, com os melhores momentos tanto do livro quanto do filme, abordando os temas que causaram polêmica mundial e os adaptando ao cenário brasileiro.

Troca de ingressos

Nos dias 5 e 6, as doações podem ser trocadas pelos ingressos no Fundo Social, das 9 às 11h e das 13 às 16h, na Rua Cunha Moreira, 61, no Centro.

Mais de 40 espetáculos na 5ª edição do Mirada

O Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos começou na última quarta-feira (5). Até o próximo dia 15, mais de 40 espetáculos nacionais e internacionais serão levados a oito cidades da região. Em sua 5ª edição, o evento presta homenagem à Colômbia, com a apresentação de nove peças encenadas pela primeira vez no Brasil.

A mostra recebe também produções da Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Espanha, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai.

As entradas custam de R$ 15,00 a R$ 50,00. Programação completa, compra de ingressos e informações no site https://mirada.sescsp.org.br/ e na página https://www.facebook.com/events/495589887555210.

Casa do Trem Bélico exibe Pluralidade

A exposição Pluralidade traz oito obras do acervo da Prefeitura de Santos e apresenta uma fração da variedade de estilos que fazem parte desse rico patrimônio artístico da cidade. Conjunto de 892 trabalhos, o acervo de obras de arte da PMS começou a ser formado a partir de meados de 1960, com doações dos artistas e aquisições de Salões e Bienais de Arte. Possui obras de diversos períodos, suportes e técnicas.

Trabalhos assinados por Ianelli, Sendim, Pellegatta, Mario Zanini, Henrique Amaral, Araquém Alcântara, entre outros, em pinturas a óleo e acrílico sobre tela, gravuras, esculturas e fotografias. Rua Tiro Onze, 11, no Centro. A visitação foi prorrogada até o dia 30, das 11 às 17h. Entrada gratuita.

Miss recebe a exposição Mulheres Negras na Dança

Realizada pela fotógrafa e pesquisadora Mônica Cardim, Mulheres Negras na Dança reflete a estética nos movimentos e expressões de 11 bailarinas e coreógrafas. Mônica diz que retratar cada uma dessas mulheres foi mais que um registro, mas um encontro sensível e criador entre ambas as partes, o que culminou no clima de cumplicidade e liberdade impresso nas fotos. A exposição também traz fotografias do arquivo pessoal das bailarinas e do Arquivo Vivo. Visitas vão até o dia 20, de segunda a sexta-feira, das 14 às 20h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Entrada gratuita.

Sempre Santos traz paisagens da cidade retratadas por Miriam Alvim

A mostra Sempre Santos, da artista plástica Miriam Alvim, transforma as paisagens da cidade em telas. Nascida em 1946, em Ourinhos, Miriam se mudou para Santos em 1947. Aqui, ainda na infância, começou a desenhar e, na adolescência, passou a se dedicar ao estudo em carvão, pastel e óleo. A exposição pode ser visitada até o dia 30, de terça-feira a domingo, das 9 às 18h, na Pinacoteca Benedicto Calixto (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão). Entrada gratuita. Informações na página www.facebook.com/FundacaoPinacotecaBenedictoCalixto.

Cláudio Tozzi expõe quadros na Pinacoteca

Grande expoente da pop art, Cláudio Tozzi teve sua obra reconhecida tanto no meio cultural quanto junto ao grande público. O artista utiliza em sua pintura ícones imediatamente reconhecíveis. A mostra segue aberta para o público até o dia 14 de outubro, no Salão Nobre da Pinacoteca Benedicto Calxito (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão). Entrada gratuita.

Feira de Orquídeas no Orquidário

No mês da Primavera, estação que começa no dia 23, acontece a tradicional Feira e Exposição de Orquídeas, no Orquidário de Santos, no feriadão da Independência (7,8 e 9 de setembro). O evento será das 9 às 17h30. Este ano, a Associação dos Orquidófilos de Santos (AOG) escolheu uma entidade beneficente para apoiar.  

As 50 primeiras mudas das plantas que forem comercializadas (R$ 10,00 cada) terão 50% do valor destinado à Associação dos Autistas de Santos, que presta atendimento pedagógico e psicológico e fonoaudiológico e assistência social para 70 crianças e adolescentes, e está com uma campanha para conseguir sócios-colaboradores.

A planta do mês Catheya Intermedia Llanta, nativa do Litoral Paulista e encontrada até o Rio Grande do Sul (Fotos em anexo). A entrada para a feira é gratuita e é feita pelo lado esquerdo do parque. São 800 ­plantas à venda.

No sábado e domingo (8 e 9), das 14h30 às 16h30, acontece o curso de replantio, com 25 vagas, totalmente gratuito. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo 13 98854-9222, no horário comercial.

As aulas serão dadas por Paulo Sergio da Silva Cunha, diretor-técnico da Associação dos Orquidófilos de Santos (AOS). Os participantes receberão dicas de como cuidar das plantas em casas e apartamentos.

Durante os três dias, haverá também o “Hospital de Orquídeas”. Quem tiver alguma planta com qualquer tipo de problema é só levar até o Orquidário que receberá orientações de como cuidar da flor.

Na feira, haverá venda de mudas e plantas, vasos e cachepô (vaso de cestaria ou madeira) e substratos, adubos orgânicos e químicos, enraizadores e específicos para tratamento de doenças nas plantas.