Salão geek faz sucesso em Santos

Cabeleireira se especializou em cabelos coloridos e hoje é referência

Comentar
Compartilhar
11 JUL 2021Por Vanessa Pimentel08h29
Cris é proprietária do primeiro salão de beleza nerd da Baixada Santista, o Hot Hair Geek Salon, localizado na Avenida Pedro LessaCris é proprietária do primeiro salão de beleza nerd da Baixada Santista, o Hot Hair Geek Salon, localizado na Avenida Pedro LessaFoto: Nair Bueno/Diário do Litoral

Uma casa toda colorida localizada na Avenida Pedro Lessa, 2628, no Embaré, em Santos, tem chamado a atenção de quem passa por ali. É onde funciona o salão de beleza Hot Hair Geek Salon, o primeiro salão nerd da Baixada Santista.

A proprietária e também cabeleireira Cristina Helena Louzada Braga, Cris para os clientes, tem 32 anos, mas trabalha com cabelos desde os 20.

Ela conta que, no passado, não estava nos planos investir nesse ramo, mesmo gostando dele desde sempre. "Eu cursava psicologia e achava que seguiria essa profissão", diz.

Porém, tudo mudou quando ela fez um curso para aprender a cuidar dos próprios cabelos e gostou tanto que começou a mexer também no cabelo das amigas. Foi quando percebeu que amava fazer aquilo.

Decidiu trancar a faculdade e abriu o seu primeiro salão em 2009. Ao fazer uma pesquisa de campo, percebeu que Santos tinha muitos salões convencionais, então quis fazer diferente. Se especializou em coloração e fez dessa técnica a sua identidade.

Para divulgar seu trabalho, ia em eventos de anime e shows de rock, levava uma cadeira, as ferramentas necessárias e fazia o atendimento lá mesmo. "Muito da minha clientela veio dessas divulgações, só que naquela época eu nem imaginava que teria um salão geek".

Postando os cabelos diferentes que faz em suas redes sociais, Cris acabou se tornando referência para quem quer ousar.

"Eu adoro quando chega alguém querendo pintar o cabelo metade de cada cor ou fazer um corte todo repicado", explica.

Colorir um cabelo é tão trabalhoso que ela tem em seu portfólio alguns que levaram mais de 12 horas para serem concluídos.

 

Entre os preferidos estão os degrades e o 'cabelo arco-íris', pintado com as sete cores dele.  

Além dela, há mais quatro profissionais no salão, cada um especializado em um tipo de serviço, desde cabelos loiros, cacheados, barbearia e designer de unhas.

VAIDADE

Cris acredita que houve uma mudança muito grande no mundo considerado 'nerd'. Se antes ele era ocupado por mais homens, de dez anos pra cá, as mulheres também adentraram a cultura geek e com elas, a vaidade do mundo feminino.

Há também quem gosta de ser 'cosplay', ou seja, tem como hobby se fantasiar de personagens fictícios da cultura pop japonesa. Para isso, mudar os cabelos é essencial.

A área é tão promissora que Cris quer, no futuro, fazer customização de perucas para quem é cosplay.

E com a liberdade das cores, Cris deixa claro que o salão não é só para nerds, é para qualquer pessoa, de qualquer gênero e idade que queira ousar no visual ou apenas conhecer um novo conceito de salão de beleza.

"O que a gente quer é que as pessoas tenham a liberdade de fazerem aquilo que elas acham legal", declara Cris.