Sábado tem apresentação da 'Orquestra na Rua POCKET', em Santos

A essência do projeto é levar música para a rua, qualquer rua, de qualquer lugar. Os músicos se apresentam à partir das 17 horas no Emissário Submarino

Comentar
Compartilhar
19 JAN 2017Por Da Reportagem12h45
Neste sábado, às 18h, tem “Orquestra na Rua POCKET”Foto: Fernando Yohkota

Neste sábado, às 18h, tem “Orquestra na Rua POCKET”.  A apresentação acontece no Emissário Submarino, em Santos e é totalmente gratuita.

A Maratona Cultural Orquestra na Rua, projeto nascido em Santos há quatro anos, tem como objetivo democratizar a música orquestral para a população e dar oportunidade para músicos que nunca tocaram em orquestra pela dificuldade de seguir carreira no cenário musical do Brasil.

O formato, dessa vez, contará com um número reduzido de músicos, por isso o termo Pocket. Esta dinâmica foi uma alternativa encontrada pela equipe do projeto para que a apresentação aconteça a custo zero, sem depender de apoio financeiro para a produção.

Às 17h, os músicos se encontram, cada um com seu instrumento para formação da orquestra. Às 18h, começa a apresentação ao público que vai ouvir um repertório dividido entre temas de filmes e música brasileira. Para embelezar ainda mais o evento, de fundo de tela teremos o mar e a bonita paisagem que faz parte do emissário submarino.

O cartunista da região, Dodô Vieira, fará caricaturas do público durante o concerto e parte das vendas será destinada a campanha “Orquestra na Kombi”.

Campanha “Orquestra na Kombi”

A essência do projeto é levar música para a rua, qualquer rua, de qualquer lugar. Além de músicos, uma orquestra carrega aonde vai, instrumentos nem sempre compactos, como o Violoncelo.

Sem apoio, umas das maiores dificuldades encontradas para levar a música orquestral para outros lugares é o transporte. Pensando nisso, a Orquestra na Rua lançou a campanha Orquestra na Kombi.

O valor estipulado como meta para compra do veículo são R$16 mil. Para chegar até este valor, a equipe realizará diferentes ações, tanto na internet quanto nas apresentações que rolam ao vivo.

Além da lojinha da Orquestra, onde o público encontra diversos produtos a preços que cabem no bolso do brasileiro, durante as apresentações, a equipe passa o chapéu da arte de rua e divulga o caminho para quem quiser contribuir através da plataforma on-line da campanha.

A ação começou em dezembro do ano passado e arrecadou até o momento R$461. Ainda falta, mas já é um começo para a Cultura, que principalmente na região, está acostumada a caminhar em meio aos obstáculos.