RPG é tema de bate-papo na secult de São Vicente

Bate-papo sobre o tema será com o mestre Douglas MacGinity, nas Oficinas Culturais

Comentar
Compartilhar
01 JUL 201412h37

O Programa Encontros, da Secretaria da Cultura de São Vicente, promove bate-papo com o mestre em RPG Douglas MacGinity, nesta quarta-feira (2), às 19h30, nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã). A participação é gratuita e aberta a todos os interessados.

Douglas MacGinity é terapeuta holístico e responsável pela oficina de Role-Playing Game - RPG ministrada pela Secult. O RPG tem seu uso amplamente recomendado pelo Ministério da Educação - MEC - como fonte de ensino, pois proporciona o desenvolvimento criativo, de raciocínio e de cooperação mútua entre os estudantes. Também o Ministério da Saúde recomenda o RPG como uma terapia complementar de grupo, onde todas as emoções contidas são extravasadas libertando o indivíduo das amarras psicológicas e antissociais.

Em versão livre, RPG significa Jogo de Interpretação de Personagens, onde os participantes assumem os papéis de avatares ou personagens e criam narrativas onde eles percorrem uma determinada missão de forma colaborativa. O sistema de jogo surgiu há 40 anos, nos Estados Unidos. Mais recentemente, com a inserção da cultura japonesa mudou o foco para a época medieval e depois para novas situações não reais com castelos, dragões e ficção científica.

A participação é gratuita e aberta a todos os interessados (Foto: Divulgação)

Quem é ?

Terapeuta holístico com especialização em Terapias Ocupacionais, que unem questões reflexivas, didáticas, educacionais culturas e de saúde, Douglas MacGinity desde setembro de 2013 dirige o projeto Transformando Vidas junto à Secretaria de Assistência Social de São Vicente. Além disso, mantém projetos de construção de sistemas de RPG, como a produção de dioramas 3D e peças para RPGs e Board Games, entre outros.