Romantismo e tecnologia: o namoro perfeito

Na data mais romântica do ano, vale tudo para conquistar o consumidor apaixonado

Comentar
Compartilhar
13 FEV 201315h54

Dizem que os opostos se atraem e por que não no Dia dos Namorados? Na data mais romântica do ano, vale tudo para conquistar o consumidor apaixonado. E nesse flerte o comércio investe em ofertas atraentes tanto no ramo da tecnologia celular quanto no mais tradicional dos presentes: as flores. A flecha é certeira porque esses são os campeões na terceira data do ano em maior volume de vendas, segundo comerciantes.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, Alberto Weberman, afirmou que as vendas para o Dia dos Namorados devem crescer até 6% em relação ao ano passado.

Weberman disse que o telefone celular continua sendo o líder de vendas devido às inovações dos aparelhos, preços baixos e facilidades de pagamento. Em segundo lugar no ranking de vendas estão os DVDs (filmes e musicais) e em terceiro, roupas e sapatos.

Weberman avalia, que devido à situação econômica atual, os presentes com preço médio de R$ 50 serão os mais procurados pelos consumidores.”Até os celulares estão com preço bom. Há celular com parcela a partir de R$ 10”, afirmou.

Uma das operadoras de telefone celular inova na publicidade para conquistar o cliente. Com a campanha “Declare-se”, uma das promoções oferecidas para o Dia do Namorados é a publicação da declaração de amor com hora marcada no site da operadora. Em tempos de tecnologia, o encontro perfeito do romantismo com a internet.

Mas, a sedução dos sofisticados aparelhos não ofusca o encanto da mais clara expressão de amor de todos os tempos. “A flor nunca será substituída. Ela traduz o sentimento que uma pessoa tem por outra”, afirma o proprietário de uma tradicional floricultura de Santos, Felipe Villarinho Alvarez, cuja família está no mercado há 65 anos.

Felipe Villarinho disse que só na primeira semana de junho recebeu 50 encomendas de arranjos para o Dia dos Namorados. A expectativa dele é vender até 600 arranjos até a data comemorativa — 20% a mais sobre as vendas de 2007.

Segundo o empresário, a variedade de produtos de sua loja como ramalhetes acompanhados de bichinhos de pelúcia, vinhos com taças, cestas de café da manhã ou bombons, atrai clientes de todas as idades e gostos. A faixa etária predominante, segundo ele, é dos 20 aos 40 anos.

Outro fator que aqueceu os corações dos clientes apaixonados foi a união entre comodidade na hora da compra e a facilidade de pagamento. “As vendas pela internet respondem por 40%, na loja vendemos mais 40% e por telefone, 20%”, afirmou.

De acordo com Felipe Villarinho, as rosas vermelhas ainda são as preferidas entre os clientes e as namoradas que presenteiam com flores representam 20% do total de vendas para a data. Um buquê de rosas vermelhas com uma dúzia de flores sai por R$ 50. Enfim, seja o utilitário telefone celular ou a beleza perfumada e efêmera de uma flor, o encanto está no gesto romântico de quem presenteia com amor.