Prefeitura reforça nas escolas conscientização sobre autismo

Município reconhece a relevância de orientar pais e funcionários, ajudando o crescimento social e intelectual das crianças diagnosticadas

Comentar
Compartilhar
06 ABR 201517h32

No dia 2 de abril, como foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Em Guarujá, o autismo é um tema discutido durante todo o ano letivo nas escolas da rede municipal de ensino, mas a partir da próxima segunda-feira (6) até sexta-feira (10) haverá intensificação na abordagem do assunto. As unidades preparam atividades voltadas à conscientização sobre a síndrome, ressaltando a importância do processo de inclusão das crianças.

A coordenadora de Educação Especial, Tamara Rocha Vieira, que trabalha em conjunto com Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II, ressalta a importância de promover essas ações. “A iniciativa tem por objetivo desmistificar conceitos e preconceitos acerca da doença, incentivando a integração dos alunos e melhorando a vivência tanto escolar como a familiar”, comenta.

Estima-se que, na rede municipal, possua cerca de 200 alunos com diagnóstico da síndrome. E a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realizará, na próxima semana, atividades como palestras, teatro e recursos multimídia para orientar a comunidade. A medida envolverá desde funcionários aos pais de alunos que possuem ou não a síndrome.

A professora de Educação Especial da Escola Municipal Hermínia Neves Vitiello, Tania Regina Ferreira Schumacher, salienta a relevância da inserção dos alunos autistas. ”Trabalhamos com os quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver juntos e a aprender a ser. Ensinamos o mesmo conteúdo; mas de forma diferenciada, estimulando o aluno a desafios e que desenvolvam sociabilidade e seu crescimento Os alunos especiais contam com uma equipe de apoio formada por professores especialistas; além da sala de recursos, que é montada com brinquedos e computadores adaptados”, disse.