Morre aos 91 anos a crítica de teatro Bárbara Heliodora

Ela estava internada no hospital Samaritano, no Rio. Considerada a maior especialista brasileira em Shakespeare, Bárbara não fugia da polêmica

Comentar
Compartilhar
10 ABR 201512h22

A pesquisadora, tradutora e crítica teatral Bárbara Heliodora faleceu nesta sexta-feira, 10, aos 91 anos. Ela estava internada no hospital Samaritano, no Rio.

Considerada a maior especialista brasileira em Shakespeare, Bárbara não fugia da polêmica. Suas críticas diretas, com uma retórica potente e palavras imperdoáveis, criavam mais desafetos que amigos. Publicou durante décadas no jornal O Globo e seus textos tinham o raro poder de sepultar ou canonizar qualquer montagem teatral até sua aposentadoria, em janeiro de 2014.

Heliodora Carneiro de Mendonça (adotou Bárbara como nome artístico) nasceu no Rio de Janeiro em 29 de agosto de 1923, filha mais nova de um casal de intelectuais. A influência se refletiu em suas críticas teatrais, que logo conquistaram respeito graças à seriedade, ao rigor e à erudição do texto. Por conta disso, foi uma das líderes na modernização da crítica teatral do Rio de Janeiro.

A pesquisadora, tradutora e crítica teatral Bárbara Heliodora faleceu aos 91 anos (Foto: Divulgação)

Entre seus prêmios, destaca-se a condecoração recebida do Ministério da Cultura da França com a Ordem dos Cavaleiros e das Letras.