Livro sobre Síndrome de Burnout retrata a história real de quem teve doença e se curou

A obra "Cansei de ser Mulher-Maravilha", de Renata Corrêa, mostra a reviravolta de personagem após o diagnóstico da doença.

Comentar
Compartilhar
13 ABR 2021Por Da Reportagem09h55
Buscando retratar a realidade, a escritora Renata Corrêa traz no livroBuscando retratar a realidade, a escritora Renata Corrêa traz no livroFoto: Divulgação

O mundo nunca exigiu tanto das pessoas como nos dias de hoje. A cobrança de um desempenho sobre as atribuições, seja no âmbito pessoal ou profissional, realizada com maestria é quase um pré-requisito, enquanto o fracasso jamais é tolerado. No século XXI, o estereótipo de uma vida bem sucedida se resume a uma jornada incessante pelo sucesso profissional, mesmo que isso lhe cause inúmeros traumas. Buscando retratar esta triste realidade, a escritora Renata Corrêa traz no livro "Cansei de ser a Mulher-Maravilha", como a Síndrome de Bournout - distúrbio causado pela exaustão extrema no trabalho - mudou a sua vida e os desafios encontrados para superá-los.

O romance, inspirado na experiência da própria autora, que na obra é descrita como a fisioterapeuta Rafaela, ascende o drama diagnosticado em meados de 2013, após uma fase de intenso cansaço, desânimo e falta de reconhecimento profissional. 

Em "Cansei de ser a Mulher-Maravilha", a personagem se vê em uma encruzilhada, onde é necessário recomeçar. Rafaela, então, redefine a própria felicidade e muda seu destino. O livro não é apenas um incentivo aos leitores acreditarem em sua própria força, como levanta o tema sobre a importância de remoçar e no poder do amor. 

De acordo com o Ministério da Saúde, a Síndrome de Bournout ou a Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional que tem como sintomas a exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade. Sua principal causa é justamente o excesso de tarefas e pode resultar em estado de depressão profunda, sendo essencial procurar apoio profissional no surgimento dos primeiros sintomas,

EDITORA.
Com o propósito de dar suporte aos autores para que possam se dedicar à escrita como sua principal fonte de renda, a Bendita Editora atua 100% online, vendendo através do e-commerce Bendita Livraria e oferece o maior royalty do mercado – em comparação às editoras tradicionais - além da realização de pagamentos mensais aos seus autores.

A Bendita Editora foi fundada pela autora best-seller Samantha Silvany, que lidera todas as etapas do processo editorial, e pela administradora de empresas Maíra Gurgel, que foi auditora de um dos maiores grupos empresariais do Brasil, com a intenção de ressignificar o mercado literário e abrir portas para novos autores. É importante ressaltar também que não há investimento inicial para publicação de livros e os autores recebem suporte da equipe de comunicação e marketing.