X
Cultura

Kid Vinil morre aos 62 anos

Poucos dias depois, em estado grave, foi transferido para o Hospital da Luz, na Vila Mariana, em São Paulo, graças a uma campanha para arrecadar R$ 15 mil para o traslado

O cantor e produtor Kid Vinil faleceu na tarde desta sexta-feira, 19, aos 62 anos, em São Paulo / Divulgação

O cantor e produtor Kid Vinil faleceu na tarde desta sexta-feira, 19, aos 62 anos, em São Paulo. Importantíssimo para a construção do rock nacional, Antônio Carlos Senefonte, nome de batismo do artista, iniciou sua carreira com o grupo Verminose, um dos pioneiros do pós-punk no País. Pouco tempo depois, a banda se transformou no Magazine. No início dos anos 80, o grupo alcançou sucesso nacional com os hits Sou Boy e Tic-Tic Nervoso

Em 2015, Kid ganhou a biografia Um Herói do Brasil, escrita pelo jornalista Ricardo Gozzi e pelo músico Duca Belintani. Nas redes sociais, artistas e amigos lamentaram a notícia: "Meu professor, descanse em paz", escreveu João Gordo. "Amigos, acabei de receber a mais triste notícia de que meu amigo e professor Kid Vinil faleceu hoje a tarde. Muita tristeza!", disse Luiz Thunderbird no Twitter.

Kid estava em coma induzido desde o dia 15 de abril, quando passou mal logo depois de uma apresentação em Conselheiro Lafaiate, região central de Minas Gerais. Ele era uma das atrações da Festa Retrô, no Clube Dom Pedro II.

Poucos dias depois, em estado grave, foi transferido para o Hospital da Luz, na Vila Mariana, em São Paulo, graças a uma campanha para arrecadar R$ 15 mil para o traslado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Maio Amarelo: Motociclistas terão moto check-up gratuito em Praia Grande

Blitz acontecerá nos dias 16, 18 e 20 de maio, no Bairro Boqueirão

Política

Bolsonaro discursa aos gritos, usa palavrões e diz a empresários que eleição pode ser conturbada

Bolsonaro, militares e integrantes do governo entraram na mira da apuração sobre uma suposta organização criminosa investigada pela Polícia Federal por ataques às instituições e disseminação de desinformação

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software