Guarujá forma segunda turma de Pedagogia pela Plataforma Freire

São novos 17 pedagogos formados pelo Município; ano passado a primeira turma teve mais 21 licenciados

Comentar
Compartilhar
30 ABR 201514h40

A Prefeitura de Guarujá investe na política de valorização da figura do educador. Prova disso é que o auditório da Unaerp (Enseada) recebeu na noite da última terça-feira (28), a formatura da segunda turma do curso de Pedagogia pela Plataforma Freire, com 17 novos pedagogos. A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Educação, com o Ministério da Educação (MEC).

A recém-formada Bernadete Germano da Silva é pajem no Núcleo de Educação Infantil Municipal Monteiro Lobato. “É uma grande conquista, de extrema importância para mim. Hoje posso trabalhar muito mais realizada com as crianças do Neim”, contou a moradora de Vicente de Carvalho.

A graduação acontece na Unaerp de segunda a sexta-feira e dura quatro anos, em uma iniciativa que ocorre em Guarujá desde 2010. A primeira turma de Pedagogia pela Plataforma Freira se formou em setembro do ano passado, com 21 novos licenciados em Pedagogia. Os interessados participam de processo seletivo via Plataforma e as vagas são limitadas.

A pajem Lúcia Helena da Encarnação fala da felicidade por esta conquista. “Sou muito agradecida à Prefeitura por proporcionar esse período de quatro anos, e agradeço também à Unaerp e aos professores da Universidade que foram maravilhosos conosco, e por todo o aprendizado que levaremos conosco”.

“Esse curso é importante porque valoriza os educadores da rede municipal e desta forma contribui para a melhora da qualidade do ensino, com qualificação profissional”, explica a coordenadora responsável pela Plataforma Freire na Seduc e coordenadora do Centro de Capacitação de Professores Carmine Felipeli, Rita Maria de Freitas.

Marinalva de Araújo, que trabalha no Neim Monteiro Lobato, também estava emocionada. “Foi muito difícil conciliar o trabalho com os estudos, mas uma incentivava a outra e agora, conseguimos. Sinto-me mais segura para atuar como educadora. Nós temos a prática, não tínhamos o conteúdo, agora fica mais fácil para colocar isso em prática em nossas unidades”, disse.

De acordo com a secretária de Educação de Guarujá, Priscilla Bonini, o intuito da graduação é criar iniciativas pedagógicas que auxiliem na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. “Ser mestre é transmitir o segredo da caminhada, compartilhar conquistas, de modo que contribua para nosso crescimento. Esta realização permitiu que se tornassem profissionais e a abertura de novos caminhos, novas etapas”, definiu.