Fiéis celebram Corpus Christi hoje

A festividade começa com a tradicional confecção dos tapetes pelos fiéis, logo no início da manhã, em toda a Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
26 FEV 201322h38

Hoje, os católicos comemoram a presença viva de Cristo através do mistério da Eucaristia — o sacramento do corpo e do sangue de Cristo. A celebração de Corpus Christi acontece em todo o mundo desde o século 13 e é marcada no Brasil pela confecção dos tapetes em saudação ao filho de Deus. 

A festividade começa com a tradicional confecção dos tapetes pelos fiéis, logo no início da manhã, em toda a Baixada Santista. Já as paróquias realizarão missas e procissões com a benção do Santíssimo. 

“O centro da vida cristã está na Eucaristia, então consagramos um dia do ano para fazermos essa procissão pública e trazer aos fiéis a consciência de que a nossa vida está centrada no mistério eucarístico da vida de Cristo”, disse o Frei Valmir Neres Barros, diretor espiritual da Ordem Terceira do Carmo.

“Este ano queremos reintroduzir a tradição dessa festividade no Centro Histórico de Santos e a confecção dos tapetes”, afirmou Frei Valmir. Tapetes serão confeccionados em frente à Catedral, à Capela do Rosário(Praça Rui Barbosa) e ao Santuário de Santo Antonio do Valongo, por onde passará a procissão.

A procissão sairá da Igreja Matriz após a missa programada para as 9h30. Frei Valmir esclareceu que cada país celebra a presença de Cristo à sua maneira e que no Brasil, a confecção dos tapetes foi o modo encontrado pelos fiéis para receber “o Rei do universo, o Filho de Deus Altíssimo. Essa tradição começou na cidade de Ouro Preto”. 

O dia de Corpus Christi é celebrado 60 dias após a Páscoa, sempre na quinta-feira, devido a ultima ceia de Jesus Cristo com os apóstolos, onde ordenou que celebrassem sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu corpo e sangue. O dia de Corpus Christi é feriado nacional no Brasil.

Origem da celebração

A celebração teve origem em 1243, em Liége, na Bélgica, quando a freira Juliana de Cornion teve a visão de Cristo pedindo a ela a instituição da festa em celebração ao mistério da Eucaristia. Então, em 1264, o papa Urbano IV, oficializou o Dia de Corpus Christi.