Ensaios para a Paixão de Cristo seguem a todo vapor em Praia Grande

Em sua 5ª edição, encenação ocorre na sexta-feira Santa (3) e reunirá mais de 100 artistas locais

Comentar
Compartilhar
23 MAR 201514h12

Nem mesmo a chuva foi capaz de impedir o ensaio da Encenação da Paixão de Cristo em Praia Grande, neste domingo (23). Em sua 5ª edição, a peça será apresentada gratuitamente, na sexta-feira Santa (3), às 21 horas, na Praça Ceferino Gonzales Vegas (conhecida como Praça das Bandeiras), entre a Avenida Guilhermina e a Rua Embaré, no Bairro Guilhermina.

A encenação terá 25 cenas mostradas sequencialmente ao redor da praça, o que possibilita a interação do público, durante os 90 minutos da apresentação. A expectativa é de que 7 mil pessoas acompanhem a apresentação.

De acordo com o chefe do departamento de Gestão Cultural da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), Renato Paes, além dos 80 atores que trabalharão diretamente na peça, a encenação contará com mais participantes que trabalham direta e indiretamente, chegando a mais de 130 pessoas envolvidas. “O espetáculo é de fé. Não é ligado a nenhuma religião específica, mas sim à religiosidade. É uma encenação de rua, que prestigia o artista local. Todos que acreditam na história deste homem vão se emocionar”, afirma Paes.

Ensaios para a Paixão de Cristo seguem a todo vapor em Praia Grande (Foto: Divulgação/PMPG)

O diretor da encenação, Rodrigo Pompeu, diz que nesta edição o espetáculo tem novo formato. “Os ensaios ocorrem todos os dias, durante a semana no Palácio das Artes, e aos domingos na Praça Ceferino Gonzales Vegas. A tônica principal do espetáculo este ano é que ele trata de Jesus Cristo contando sua própria história. A população pode esperar um grande espetáculo. Todos estão se empenhando muito para fazer uma linda apresentação”.

Interpretando Jesus Cristo nesta edição, o ator praia-grandense Driko Gomez foi durante três edições seguidas o personagem do mal e garante que ser o ator principal é um desafio. “Fiquei encantado com o espetáculo. Durante três anos fui o diabo, que é amplo e aberto, e Jesus é mais retido. É uma lição de vida fazer Jesus Cristo”.

Devido a este formato, o público poderá interagir com a encenação seguindo a peregrinação durante a via crucis de Jesus. A apresentação é livre e terá aproximadamente 80 minutos de duração.