Diogo Nogueira será atração no Baile Oficial

No 468º aniversário de Santos, o Baile Oficial terá como atração um show com cantor Diogo Nogueira, dia 25 de janeiro, às 20h30, no Mendes Convention.

Comentar
Compartilhar
27 NOV 201311h03

No 468º aniversário do município, o Baile Oficial da Cidade de Santos terá como atração um show com cantor Diogo Nogueira, no dia 25 de janeiro, às 20h30, no Mendes Convention Center. Além de celebrar uma data festiva, a iniciativa, já tradicional, também terá um objetivo social: a renda dos ingressos será revertida para a construção de um Cecon (Centro de Convivência) no Morro Santa Maria.

“Contamos com a colaboração dos santistas para que possamos ajudar essas pessoas que tanto necessitam”, disse Maria Ignez Barbosa, presidente do FSS (Fundo Social de Solidariedade), durante o lançamento da divulgação da iniciativa, nesta segunda (25), no paço.

A partir desta terça (26), os interessados poderão ter acesso ao mapa das mesas e a compra de ingressos na sede do FSS (av. Conselheiro Nébias, 388, Encruzilhada). Informações: 3222-8050. Na data do aniversário da cidade, 26, o cantor fará nova apresentação, aberta ao público, em local a ser definido.

Além de celebrar uma data festiva, a iniciativa, já tradicional, também terá um objetivo social: a renda dos ingressos será revertida para a construção de um Cecon (Centro de Convivência) no Morro Santa Maria

Cecon é demanda antiga dos moradores
A construção de um Cecon é um presente que será recebido de braços abertos pela população do Morro Santa Maria. Com uma população de 3 mil habitantes (33% formada por crianças e jovens), o local apresentou um crescimento de domicílios da ordem de 95% desde o Censo de 2000, com 817 residências.

“A construção de um Cecon no Santa Maria é uma demanda antiga da população e vai atender muita gente que precisa”, afirma Francineide Caldas, presidente da Sociedade de Melhoramentos do morro.

Centro de Convivência do Morro Santa Maria
Local onde será construído: rua 1 s/nº.
Objetivo: Desenvolver o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e complementar o trabalho social com famílias e prevenir situações de vulnerabilidade e risco social.
Público-alvo: crianças, adolescentes e idosos em situação de isolamento; em trabalho infantil; com vivência de violência e/ou negligência; fora da escola ou com defasagem superior a dois anos; em situação de acolhimento ou de rua; em cumprimento de medida socioeducativa de meio aberto ou egresso; em situação de abuso e/ou exploração sexual e com medidas de proteção do ECA.

Estrutura física
Recepção (12m²)
Sala de atendimento (12m²)
Sala para grupos e oficinas (35m²)
Sala administrativa (20m²)
Copa (5m²)
Banheiros (10m²)

Equipe de profissionais
Psicólogos e Assistentes Sociais
Operadores Sociais
Oficineiros
Oficial de administração
Auxiliar de serviços gerais