Canais têm programação especial no Dia da Consciência Negra

Especial 'Falas Negras', dirigido por Lázaro Ramos, é o destaque da TV aberta no dia reservado para pensar sobre a situação do negro no Brasil

Comentar
Compartilhar
20 NOV 2020Por Gazeta de S. Paulo12h15
22 atores, entre eles Babu Santana, dão voz a depoimentos reaisFoto: Victor Pollak/Globo

Nesta sexta-feira (20), é celebrado o Dia da Consciência Negra, para além de comemorações, a data é reservada para refletir sobre a situação do negro no Brasil, e foi escolhida em referência a morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes quilombolas do País.

Para marcar o dia de reflexões, alguns canais de TV aberta e fechada prepararam programas especiais. Na Globo, o destaque é o especial “Falas Negras”, idealizado por Manuela Dias, e dirigido por Lázaro Ramos.

O programa, que irá ao ar nesta sexta-feira, após “A Força do Querer”, traz 22 atores, entre eles Babu Santana e Taís Araújo, interpretando depoimentos reais de pessoas que lutaram contra o racismo, pela liberdade e justiça.

Na trama, o público poderá conhecer personagens como Nzinga Mbandi (Heloisa Jorge), que viveu de 1583 a 1663, foi rainha do Reino do Dongo e Matamba e lutou contra a comercialização de escravos, chefiando pessoalmente um exército até os 73 anos de idade. Será possível também relembrar histórias como de Nelson Mandela (Bukassa Kabengele) e Rosa Parks (Barbara Reis), além das dores de Mirtes Souza, mãe do menino Miguel, e Neilton Matos Pinto, pai de João Pedro, interpretados, respectivamente, por Tatiana Tiburcio e Silvio Guindane. 

“O projeto nasceu na pandemia, durante três semanas de episódios tão simbólicos. Teve o assassinato do João Pedro, do George Floyd, e depois a morte do Miguel, um assassinato indireto que evidencia de forma quase caricatural a nossa chaga histórica. Isso tudo me mobilizou e propus para a TV Globo que a gente fizesse o especial. Sugeri abrir espaço para essas aspas para mostrar a inconformidade com o que a gente vem vivendo há mais de 500 anos”, explica Manuela.

Na TV Cultura, o tema será abordado no Metrópolis, onde os apresentadores Adriana Couto e Cunha Jr irão entrevistar Itamar Vieira Junior, autor de “Torto Arado”, livro finalista do prêmio Jabuti 2020, e irão conversar com a atriz, dançarina, roteirista e pesquisadora, Taísa Machado, sobre as origens do Afrofunk. O “Metrópolis” vai ao ar nesta sexta-feira, às 19h40. No mesmo dia, a TV Cultura exibe, às 22h15, o Troféu Raça Negra 2020, que elege as 15 personalidades com forte atuação na sociedade para a promoção da igualdade racial. A premiação será apresentada pelo rapper Thaíde e pela atriz Maria Gal, e homenageará o cantor e compositor Luiz Melodia.

 

Já o Telecine exalta, nesta sexta (20), o talento de atores e diretores negros em todos os seus canais. A programação contará com filmes como “Projeto Gemini”, com Will Smith, às 22h, no Telecine Premium; “Corra!”, que ganhou Oscar de melhor roteiro adaptado, às 00h20, no Telecine Action; e o clássico da década de 1980 “Um Príncipe em Nova York”, com Eddie Murphy, às 22h, no Telecine Cult.

CONFIRA OUTRAS DICAS DE PROGRAMAÇÃO EM CASA

Encontros Tropicais
A segunda edição dos “Encontros Tropicais”, apresentado por Devassa, reúne no Museu do Ritmo, em Salvador, a cantora Iza e a Orkestra Rumpilezz, do maestro Letieres Leite. No show, que visa homenagear a ancestralidade da música brasileira, participarão ainda Carlinhos Brown, Margareth Menezes, BNegão, entre outros. O show “Encontros Tropicais” acontece no sábado (21), às 20h, com transmissão no canal Multishow e no youtube.com/Devassa.

Os Monólogos da Vagina
Produzido em mais de 150 países e traduzido para mais de 50 idiomas, o espetáculo “Os Monólogos da Vagina”, em cartaz no Brasil há 20 anos, traz, dessa vez, Adriana Lessa, Cacau Melo e Maximiliana Reis para dar vida aos depoimentos reais, colhidos pela autora Eve Ensler, que escreveu o texto para “celebrar a vagina”. “Os Monólogos da Vagina” está em cartaz no Teatro Gazeta (av. Paulista, 900), nos dias 21 e 28 de novembro, às 18h. Ingressos a partir de R$ 35, em www.teatrogazeta.com.br.

“BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”
O documentário, dirigido por Bárbara Paz, traz um paralelo entre a arte e a doença do cineasta Hector Babenco (1946-2016), revelando medos e ansiedades, no confronto entre o vigor intelectual e a fragilidade física que marcou a vida do cineasta. A obra também traz memórias e reflexões do homem que enfrentou o primeiro câncer aos 38 anos. “BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou” estreia na próxima quinta-feira (26) nos cinemas de todo o Brasil.

Vila do Natal Big
O clima de Natal já está no ar e as famílias irão se encantar com a Vila do Natal Big. O circuito, organizado pela Road Tour Experience, é composto por seis estações, que incluem a fábrica de presentes do Papai Noel e um coral que promete emocionar até os mais durões. A experiência, que dura cerca de 40 minutos, pode ser acessada a pé ou de carro. “Vila do Natal Big” está no Ginásio do Ibirapuera (av. Mal. Estênio Albuquerque Lima, 251, portão 12), até 20 de dezembro. Ingressos a partir de R$ 50, em www.sympla.com.br.