X
Cultura

Beleza e charme do Balé e encanto do Teatro vão ditar o ritmo da Encenação 2019

Sob nova direção, maior evento em areia de praia do Mundo vai envolver o público com coreografias, movimentações artísticas e grandes interpretações

A 37ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente acontece de 18 a 22 de janeiro / Divulgação/PMSV

A beleza e o charme do Balé e o encanto do Teatro vão dar o tom às apresentações da 37ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente. Considerado um dos maiores espetáculos em areia de praia do Mundo, o evento, que marca o 487º aniversário de fundação da Célula Mater, em 22 de janeiro de 1532, acontece de 18 a 22 de janeiro, nas areias do Gonzaguinha.

E a promessa é de mais um grande espetáculo, com mais de 1.000 componentes, contando com grande elenco, ainda a ser anunciado, equipe técnica especializada e mais de 700 artistas voluntários, das comunidades vicentinas, que estão sendo minuciosamente preparados para brilhar e encantar em cena.

O trabalho está sob a direção geral das premiadas coreógrafas Geyssa Alencar e Sabrina Olímpio e do ator e diretor de Teatro Lucas Magalhães. Os ensaios serão retomados nesta quinta-feira (3), após uma pausa para as festas de fim de ano.

Diretoras da Escola de Balé Jovem São Vicente, neste ano, Geyssa e Sabrina abraçaram a missão de conduzir o espetáculo e prometem encantar o público ao longo dos cinco dias de apresentações.

“Teremos surpresas para a Encenação deste ano. Mas já podemos adiantar que entre os destaques especiais estarão a coreografia e a movimentação em cena. Vamos incorporar integrantes do Balé Jovem São Vicente ao espetáculo. Eles farão apresentação especial, que será surpresa”, conta Geyssa.

Segundo a coreógrafa, os artistas populares têm se empenhado no aprendizado das coreografias definidas para o espetáculo. “O trabalho envolve a coreografia e a movimentação corporal dentro de cada um dos núcleos. A ideia é que, por meio dessa movimentação, os artistas possam se comunicar e interagir com o público”, explica.

Apesar da novidade, ela garante que todos estão empenhados em aprender o que está sendo ensinado. “É uma proposta diferente. Estamos acostumadas a trabalhar com bailarinos, que fazem parte da Escola e treinam diariamente. Os artistas, por sua vez, não têm essa experiência. Mas, mesmo assim, têm mostrado dedicação. Eles têm paixão pelo espetáculo”, observa.

O artista e diretor Lucas Magalhães, que é presidente do Conselho Municipal de Cultura de São Vicente, também destaca o empenho dos artistas voluntários e prevê um espetáculo grandioso.

“Não há dúvidas de que a união da Arte Cênica e do Balé tem tudo para dar certo. No Teatro, sempre é necessário o trabalho corporal e isso a Geyssa e a Sabrina trouxeram para o espetáculo por meio desta arte tão bela que é a dança. Neste ano, unimos essa duas vertentes, o Teatro e a Dança, que são irmãos, por meio do Balé. Com certeza, será mais um espetáculo grandioso, promovido em São Vicente. O público terá muitas e grandes surpresas”, garante Magalhães.  

Encenação

O espetáculo terá pouco mais de uma hora e promete encantar o público com o que vai apresentar. Ao todo, estão envolvidas mais de mil pessoas, incluindo os artistas das comunidades. Os núcleos que compõe a peça, como os tradicionais índios e a corte portuguesa, recebem as orientações da direção. Os ensaios são realizados na Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Prefeito Jonas Rodrigues (Rua Alexandre Sendin 304 - Parque Bitaru).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EMPREGOS

PAT de Praia Grande está com novas oportunidades

Necessário ter experiência, mais de 18 anos e cadastro na unidade

SANTOS

Estudantes vencem mostra científica do Butantan com trabalho sobre dignidade menstrual

Dois trabalhos desenvolvidos nas escolas municipais conquistaram o primeiro e segundo lugares na I Mostra Científica do Instituto

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software