Bandeirantes homenageia portuários na passarela do samba

A vermelho, preto e branco entra na avenida com mil componentes

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201300h37

Com o enredo ‘o porto canta seus amores, suas lutas e seus sonhos’, a Acadêmicos Bandeirantes do Saboó reverencia o maior porto em extensão da América Latina, na passarela do samba Dráuzio da Cruz, na Zona Noroeste de Santos.

Segundo o carnavalesco da escola de samba, Robson Garrido, a escola mostrará não só as riquezas que o porto traz para a região e às famílias que dele dependem, mas também retoma a memória de um episódio triste da história de Santos, no período da ditadura: o drama dos presos políticos do navio prisão Raul Soares, atracado no porto.

A vermelho, preto e branco entra na avenida com mil componentes. A Bandeirantes será a segunda escola a desfilar, na segunda-feira de carnaval, com horário previsto para as 21h40. A agremiação vai desfilar com quatro carros alegóricos e nove alas, com destaque para a das baianas, com 50 participantes.

“Contamos os minutos para o grande dia. Estamos trabalhando bastante e prometemos fazer um lindo desfile”, declarou a presidente da Bandeirantes, Clarisse Mazagão. Fundada em 1996, este será o quinto desfile da escola da comunidade do Saboó.