Banda Marcial de Cubatão retorna à era Disco em grande estilo

Espetáculo “Noite do Flash Back” aconteceu ontem (27) e lotou o Shopping Parque Balneário, em Santos

Comentar
Compartilhar
29 JAN 201315h00

A Banda Marcial de Cubatão presenteou a cidade de Santos de maneira ímpar em 2013. O espetáculo “Noite do Flash Back” atraiu centenas de ouvintes no início da noite de ontem (27). A apresentação aconteceu em pleno Shopping Parque Balneário, no Gonzaga, dentro da programação de aniversário do município, que completou 467 anos.

A praça de alimentação, no andar térreo, serviu de palco para os mais de 50 instrumentistas que estiveram sob a regência do maestro Alexandre Felipe Gomes. No repertório, os hits que conduziram uma geração inteira e que ainda fazem sucessos nas festas: as músicas da chamara Era Disco, o início do que hoje conhecemos da Música Eletrônica.

São canções que embalaram as pistas das discotecas nos anos 70 e 80. Sucessos do ABBA, Michael Jackson, Village People, Bee Gees, Olívia Newton John, As Frenéticas, e muitos outros artistas, que receberam versões sinfônicas e foram executadas com maestria pela Banda Marcial.

Apresentação do espetáculo Disco, no Shopping Parque Balneário. (Foto: Divulgação)

O resultado foi uma plateia extasiada. Foram disponibilizadas algumas cadeiras para que o público se acomodasse próximo à Marcial. Mas, aos poucos, a plateia foi ocupando as escadarias ao redor do shopping, transformando o local em um grande teatro, com direito às “galerias” encontradas em espaços privilegiados.

“Esse programa representa um passo adiante para a carreira da Banda Marcial. A maioria dos arranjos foi importada da Bélgica pela Associação de Amigos da Banda Marcial de Cubatão e ensaiamos com muita dedicação para apresentar um espetáculo original”, afirmou o maestro Alexandre. Ele também vê nesta, uma ótima oportunidade de divulgar o trabalho do Grupo, já que além de moradores de Santos, o local, com certeza, recebeu muitos turistas na noite deste domingo. Ao final de cada música, o que se ouvia eram os aplausos, assovios e muitos pedidos de “bis”: para os artistas ali presentes, entre regente, músicos e corpo técnico, este é o maior e melhor resultado que se poderia obter.