Banda Marcial de Cubatão inaugura Espaço Cultural Gilberto Mendes em Santos

A apresentação, às 20 h, encerra a noite de programação artística. O Espaço funcionará no Centro de Atividades Integradas de Santos

Comentar
Compartilhar
17 ABR 2018Por Da Reportagem22h00
O Espaço Cultural funciona no Cais, carinhosamente chamado pelos frequentadores de 'castelinho'Foto: Divulgação/PMC

A Banda Marcial de Cubatão é convidada especial nesta quinta-feira (19) durante a inauguração do Espaço Cultural Gilberto Mendes, em Santos. A apresentação, às 20 h, encerra a noite de programação artística. O Espaço funcionará no Centro de Atividades Integradas de Santos (Cais) que fica na Av. Rangel Pestana, 150.

A Marcial, sob regência do maestro Alexandre Felipe Gomes, vai levar clássicos do jazz como "Cheek to Cheek" de Irving Berling; "Tributo a Green Miller", composição de Jeff Hest; "Children of Sanches", de Chuck Mangione; e "Fly me to the Moon", de Bart Howard, sucesso na voz de Frank Sinatra; além de trilhas sonoras de filmes apreciados por Gilberto Mendes, como o longa-metragem "Em Algum Lugar do Passado". "É uma grande alegria homenagear o maestro Gilberto Mendes, grande nome da música do nosso tempo", disse Alexandre.

O Espaço Cultural funciona no Cais, carinhosamente chamado pelos frequentadores de "castelinho". Além de receber quase mil alunos dos cursos do programa de cursos gratuitos da Secult, o Fábrica Cultural, e da Escola Livre de Dança, o prédio funciona também como sede da Biblioteca de Artes Cândido Portinari e da Galeria de Arte Mário Gruber. A programação do dia 19 será aberta por poetas, além da apresentação de trechos do espetáculo "Pedaço de Mim", do Balé da Cidade de Santos; participação do pianista Antonio Eduardo; Coral Municipal de Santos e do Coral Santista de Servidores; e também intervenções artísticas e exposições.

Gilberto Mendes

Nascido em Santos em 1922, Gilberto Mendes foi fundador, diretor artístico e programador do Festival Música Nova de 1962 a 2010, em Santos, a mais antiga e importante mostra internacional de música contemporânea da América. Desde 2012 o festival é realizado em Ribeirão Preto, onde recebeu o nome de Festival Música Nova Gilberto Mendes.

No Brasil, recebeu, entre outros, o Prêmio Carlos Gomes, do Governo do Estado de São Paulo, além de inúmeras condecorações da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) e Ordem do Mérito Cultural, na classe de comendador, do Ministério da Cultura. Era membro honorário da Academia Brasileira de Música e do Colégio de Compositores Latinoamericanos de Música de Arte, com sede no México. Verbetes com seu nome constam das principais enciclopédias e dicionários mundiais, como o Grove, em inglês; o Rieman, em alemão; e o Dictionary of Contemporarry Music, de John Vinton. Gilberto Mendes faleceu em janeiro de 2016, aos 93 anos.