Balé Jovem conquista seis prêmios no Festival de Joinville

Companhia de São Vicente trouxe para a Cidade troféus de uma das maiores competições de dança do mundo

Comentar
Compartilhar
30 JUL 2018Por Da Reportagem22h33
Classificação dos bailarinos do Balé Jovem de São Vicente deixou todo mundo orgulhosoClassificação dos bailarinos do Balé Jovem de São Vicente deixou todo mundo orgulhosoFoto: Divulgação/PMSV

A classificação dos bailarinos do Balé Jovem de São Vicente no Festival de Dança de Joinville deixou todo mundo orgulhoso. Após realizarem oito apresentações nos dez dias de competição na cidade catarinense, eles voltaram para casa com seis premiações: dois ouros, uma prata e três bronzes.

Os dois primeiros lugares foram conquistados pelo Conjunto de Repertório Infantil e Conjunto Neoclássico Infantil. Com a classificação, eles tiveram a oportunidade de participar de uma tarde de gala que reuniu todos os primeiros colocados, uma experiência marcante para os pequenos bailarinos.

“Fiquei muito feliz com o resultado, porque para muitos deles é a primeira vez na competição, já que a idade mínima para participar é de 10  anos”,  afirma Geyssa Alencar, diretora do Balé Jovem de São Vicente.

O segundo lugar foi conquistado pelo bailarino Andrey Jesus, de 13 anos, com a coreografia intitulada ‘Bobo da Corte’. O bailarino Vítor Vaz apresentou dois solos e foi premiado duplamente com terceiro lugar. Eles foram julgados por cinco grandes nomes da dança clássica que avaliaram principalmente a técnica, expressão e coreografia.

A outra medalha de terceiro lugar ficou com Paola Rihan na modalidade Variação de Repertório Clássico.

 Processo

As conquistas surgiram depois de muito trabalho. Para participar da competição, os bailarinos tiveram que passar por um processo seletivo no início do ano. Eles enviaram um DVD para o comitê de avaliação com todas as coreografias das apresentações. Após serem selecionados para competir no palco principal, intensificaram a rotina de treinamento: ensaiavam todos os dias, incluindo fim de semana, sendo duas horas de aula, mais quatro de ensaio. “Seguimos essa rotina sempre que tem grandes competições” revela a diretora.

O Festival

Esta foi a 36° edição do Festival de Joinville que reuniu dançarinos de todos os estados do País. O evento é considerado uma das principais competições de dança do mundo e chega reunir uma plateia de mais de quatro mil pessoas por noite.