X

O REI DA FÓRMULA 1

Ayrton Senna terá sua vida contada em série da Netflix

Ídolo brasileiro e tricampeão mundial da Fórmula 1, Ayrton Senna da Silva terá sua vida contada na produção "Senna"

DA REPORTAGEM

Publicado em 02/08/2022 às 15:40

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O ator Chay Suede é um dos nomes cotados para o papel do piloto / DIVULGAÇÃO

Ídolo brasileiro e tricampeão mundial da Fórmula 1, Ayrton Senna da Silva terá sua vida contada em uma produção brasileira da Netflix, que informou a imprensa que a produção "Senna" deve abordar "a intimidade do homem que virou herói nacional e conquistou o mundo".

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A série será ficcional, baseado em fatos reais. O ator Chay Suede é um dos nomes cotados para o papel do piloto. A obra será dividida em oito episódios e terá direção de Vicente amorim, responsável por "A princesa da Yakuza", longa disponível na Netflix.

- Já tive muitos ídolos no esporte, mas apenas um herói: Senna. Eu assisti suas corridas, torci por ele, me inspirei nele e chorei no dia em que ele morreu - disse o diretor, em comunicado divulgado pela 'Variety'.

A série é uma coprodução da Netflix com a produtora brasileira Gullane Entretenimento e deve ser um dos maiores orçamentos da história da gigante do streaming na América Latina.

Três vezes campeão mundial (1988, 1990 e 1991), Ayrton Senna morreu no dia 1º de maio de 1994, após se chocar fortemente com o muro em uma curva durante o GP de San Marino, em Ímola, na Itália.

Até hoje o piloto é considerado como um dos maiores heróis esportivos do Brasil e um dos maiores nomes da história mundial do automobilismo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

INIMIGOS DE ESTADO

A luxuosa vida dos hackers condenados pelos EUA e recrutados pela Rússia

De acordo com o governo norte-americano, somente um dos hackers já roubou o equivalente a 500 milhões de reais e vive livre em Moscou

Polícia

Cocaína é encontrada em casco de navio no Porto de Santos

Foram encontrados 64 tabletes de cocaína no sea chest do navio, compartimento localizado no casco

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software